Eficaz, líder Atlético-PR vence o Figueirense na Arena da Baixada

Walter teve boa atuação, sendo o responsável para a assistência que decretou o quarto triunfo em cinco jogos do surpreendente Furacão neste Campeonato Brasileiro

O surpreendente líder do Campeonato Brasileiro fez o que dele se esperava e confirmou o favoritismo diante da sua torcida na noite desta quarta-feira. Objetivo e contando com boa atuação de Walter, o Atlético-PR derrotou o Figueirense por 1 a 0, na Arena da Baixada, em duelo válido pela quinta rodada da competição. Coube a Nikão marcar o gol do quarto triunfo atleticano em cinco partidas. Os comandados de Milton Mendes seguem no topo da tabela.

Nikão foi o autor do gol que garantiu a vitória do Furacão (Foto: Franklin de Freitas/LANCE!Press)
Nikão foi o autor do gol que garantiu a vitória do Furacão (Foto: Franklin de Freitas/LANCE!Press)

O Atlético foi a campo diante da sua torcida com três atacantes, contando com o retorno de Walter e a manutenção de Cléo como referência no 4-2-1-3 idealizado por Milton Mendes na Arena. Nikão, outro que ganhou nova chance entre os 11, foi o responsável por municiar o veloz ataque atleticano e cumpriu com certa eficácia tal papel. Com os constantes avanços dos laterais e Walter caindo mais pela ponta esquerda, marcando quando necessário e com muita liberdade para atuar como armador, o Atlético foi mais objetivo. O merecido gol veio aos 19, quando Walter fez ótimo cruzamento e Nikão, após deixar a bola quicar finalizou sem nenhuma chance para Alex. O próprio Walter teria boa chance aos 44, após cabecear perigo.

O Figueirense tinha como meta na Arena marcar com eficiência para surpreender a defesa atleticana, principalmente com Clayton. Quem deveria ser o jogador para fazer a diferença, o meia Carlos Alberto, decepcionou, o que prejudicou o jogo da equipe catarinense. Ele não se omitiu, mas deixou a desejar na precisão dos passes e lançamentos. De nada adiantou ter mais posse de bola (52% contra 48%), pois o time que teve o auxiliar Galego – Argel Fucks cumpre suspensão – foi não objetivo como o rival, que finalizou cinco vezes, contra apenas duas.

FIGUEIRA ATÉ CRESCE DE PRODUÇÃO, MAS ATLÉTICO É O VENCEDOR

O Atlético voltou para a etapa final com Giovanni na vaga de Cléo, que pouco fez no primeiro tempo, proporcionando um 4-4-2. Já o Figueira apenas trocou de referência no ataque: o estreante Elias por Everaldo, que não conseguiu nenhuma finalização nos primeiros 45 minutos. E foi o time catarinense que mais levou perigo em um primeiro momento, adiantando sua marcação e trabalhando mais a bola. Carlos Alberto, de cabeça e aos 16, quase deixou tudo igual.

O Figueirense seguiu tendo mais posse de bola, embora a diferença não fosse significativa, mas sem criar as chances necessárias. Faltou qualidade e tranquilidade para vencer a bem postada marcação do Atlético, que soube controlar o ímpeto do rival. O Figueirense lutou pelo empate, mas ele não veio. Bom para o líder. Para o surpreendente líder Atlético.

O próximo desafio do Furacão será em casa mais uma vez, contra o Vasco, que ainda não venceu na competição. A partida será no sábado, às 22h. Já o Figueirense atuará no domingo, às 19h30, contra o Palmeiras, no Orlando Scarpelli.

FICHA TÉCNICA ATLÉTICO-PR1 X 0 FIGUEIRENSE

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data-hora: 3/6/2015 – 19h30
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Auxiliares: Rodrigo F. Henrique Corrêa (Fifa-RJ) e Ricardo Bezerra Chianca (PE)
Renda/Público: R$ 197.150,00/13.637 pagantes/ 15.139 presentes.
Cartões amarelos: Jadson (BOT); Carlos Alberto, Clayton, Leandro Silva e Fabinho (FIG)
Cartões vermelhos: Não houve.
Gol: Nikão, 19’/1ºT(1-0).

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Kadu e Natanael; Otávio, Hernani e Nikão (Jadson, 34’/2ºT); Douglas Coutinho (Ytalo, 27’/2ºT), Cléo (Giovanni, Intervalo) e Walter – Técnico: Milton Mendes.

FIGUEIRENSE: Alex; Leandro Silva, Marquinhos, Bruno Alves e Cereceda; Paulo Roberto, Fabinho, Ricardinho e Carlos Alberto (Yago, 34’/2ºT); Clayton (Mazola, 20’/2ºT) e Everaldo (Elias, Intervalo) – Técnico: Galego.

LANCEPRESS!

Comentários

comentários