Duplicação da BR-163 pode gerar crescimento no PIB de MS, aponta CCR-MSVia

Em entrevista ao programa Tribuna Livre, da Capital FM, e ao portal Página Brazil, na manhã desta quinta-feira (10), Fausto Camilotti, Gestor de Atendimento da CCR MSVia, fez um balanço de um ano e cinco meses de administração da BR-163, que corta Mato Grosso do Sul, em 845,4 quilômetros, de Mundo Novo, na divisa com o estado do Paraná, até Sonora, na divisa com Mato Grosso.

O Gestor da CCR MS Via, Fausto Camilotti, durante entrevista ao programa Tribuna Livre, da Capital FM – Foto: SIlvio Ferreira

Camilotti informou que a empresa já duplicou pouco mais de 10% da rodovia federal em 1 ano e cinco meses, “um marco para a engenharia”. Nos pouco mais de 90 km duplicados da BR-163 já teriam sido investidos “R$730 milhões, que já garantiram a redução de 50% das mortes em um ano na rodovia federal. Diferentemente da retração registrada no resto do país, na regiões beneficiadas pela obra, tem sido registrado crescimento econômico  nas regiões que já receberam às obras, que geraram empregos no município, que injetam recursos no comércio local”, defendeu o gestor.

“Outro aspecto positivo a destacar para a população, é que em Mato Grosso do Sul não há como escoar a produção agrícola nas áreas no entorno da BR-163, senão pelo modal rodoviário.”

Camilotti destacou que “a duplicação da estrada torna MS mais atrativo para os investidores, por sua infraestrutura de escoamento de produção, trazendo visibilidade para o Estado, o que é importante para o usuário entender, porque ao invés de onerar o estado com pedágio, essa obra de 850 km vai garantir um ganho considerável para MS.”

Silvio Ferreira

Comentários

comentários