Dupla é presa tentando levar carro “clonado” até a fronteira

Da Redação/JN

Na manhã de ontem (29), no km 144 da BR 262 em Água Clara, policiais rodoviários federais abordaram o veículo VW Gol Special, placas de Parisi (SP,) conduzido por uma mulher de 34 anos. A condutora apresentou nervosismo excessivo e respostas contraditórias diante dos policiais.

Veículo foi recuperado e dois presos – Foto: Divulgação

A equipe suspeitou que a condutora estivesse realizando o serviço de batedor de algum veículo roubado.

Efetuada busca nas proximidades, foi localizado e abordado um veículo Toyota/Corolla XEI, placas aparentes de Juiz de Fora (MG), conduzido por um homem de 21 anos, auxiliar de serviços gerais. O automóvel estava estacionado em frente à borracharia de um posto de combustíveis.

Foi constatado que o veículo era clonado, com placas originais de Patos de Minas (MG), com ocorrência de furto no dia 22 de junho, em Uberaba (MG).

A condutora do Gol confessou que estava realizando serviço de batedor para o condutor do Corolla, pretendia ir até Ponta Porã e receberia R$ 2 mil pelo trabalho. Sobre o veículo furtado e clonado, o motorista do Corolla disse que o comprou por R$ 3 mil, e que tinha conhecimento de que se tratava de um veículo furtado e estava indo para Ponta Porã para vendê-lo.

Diante dos fatos, os condutores, os veículos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Água Clara. Os motoristas poderão responder pelos crimes de receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

O automóvel recuperado tem o valor de mercado de R$41.924,00 e, após perícia técnica, será devolvido ao seu proprietário.

Comentários

comentários