Dono de emissora de rádio é executado á tiros na fronteira

Mais uma execução na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. A vítima, mais um radialista assassinado, foi identificado como Calixto Salsamedi.

Radialista dono de emissora foi morto a tiros de 9 mm. Mulher foi baleada e não corre risco de morte
Radialista dono de emissora foi morto a tiros de 9 mm. Mulher foi baleada e não corre risco de morte

Ele seria proprietário da radio Lider FM 102.1, na cidade paraguaia de Bella Vista que compartilha divisa com município de mesmo nome, no Mato Grosso do Sul.

O homicídio aconteceu por volta das 21h de ontem, quando ele seguia em companhia da esposa num veículo e foram cercados por uma dupla que trafegava numa motocicleta.

Os pistoleiros se aproximaram do radialista e descarregaram a arma, uma pistola de calibre 9 milímetros. Calixto morreu no local. A esposa dele, identificada como doutora Emy Bazzano foi atingida com um disparo no braço. Ela foi socorrida, encaminhada para unidade hospitalar local e não corre risco de morte.

De acordo com o jornal Porã News, a Policia Nacional não tem pistas dos autores e nem o que teria motivado o assassinato do proprietário do meio de comunicação da cidade.

Há pouco mais de um mês, o intendente Miguel Louteiro do Partido Colorado e seu secretario tinham sido executados a tiros quando vistoriavam a obra de uma ponte na região, razão pela que se realizava uma nova eleição, na qual a vitima tinha apoiado o candidato Yiyo Britez.

Ate o momento os agentes da Policia Nacional não tem pistas dos autores e nem o que teria motivado o assassinato do proprietário do meio de comunicação da cidade.

Comentários

comentários