DOF desarticula quadrilhas e crime organizado tem prejuízo de R$ 4,5 milhões

As ações desencadeadas pelos policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) na fronteira do Estado nos últimos quatro dias, apreenderam maconha, cocaína e cigarro contrabandeado do Paraguai, gerando um prejuízo médio de R$ 1,1 milhão por dia ao crime organizado.

Segundo informações do Dourados News, na manhã da última sexta-feira (24), os policiais apreenderam 1.525 quilos de maconha em Iguatemi, logo após uma caminhonete furar o bloqueio policial na MS-295. Na fuga, o carro tombou na MS-180. Nessa operação foram apreendidos ainda três veículos e presas seis pessoas que estavam envolvidas na ação criminosa. A droga foi avaliada em R$ 1,6 milhão.

Já na madrugada do último sábado (25), foi realizada a apreensão de 712 quilos de maconha na região de Amambai, em um veículo abandonado as margens da MS-289, sendo que na ação ainda foram presas duas pessoas identificadas como batedores da carga e três veículos envolvidos na ação. A carga foi avaliada em R$ 712 mil.

Dupla presa pelo DOF no final de semana - Foto: Divulgação/DOF
Dupla presa pelo DOF no final de semana – Foto: Divulgação/DOF

Na região de Bela Vista foram apreendidos na madrugada de domingo (26), um veículo Citroen Picasso de cor prata que tinha em seu interior uma motocicleta Honda NXR Bros 150 de cor laranja, ambos furtados na cidade de Campo Grande, logo após serem abandonados nas proximidades da BR 060.

Em Dourados, no final da manhã de segunda-feira (27), policiais do DOF fizeram a apreensão de uma carreta carregada com 1 mil caixas de cigarro contrabandeado do Paraguai. A carreta que estava abandonada as margens da rodovia BR-163, próximo ao Parque de Exposições de Dourados, havia sofrido uma pane elétrica e o motorista havia levado o cavalo para o conserto, sendo preso ainda na oficina. A carga foi avaliada em R$ 2,2 milhões.

No início da tarde dessa segunda-feira(27), policiais do DOF fizeram a vistoria em um ônibus na MS-295, região de Iguatemi/MS, sendo que foi encontrado de posse de uma adolescente residente em Balneário Camboriú (SC), uma mala que possuía um fundo falso, e nele foram encontrados dois volumes de cocaína que totalizaram 2 quilos da droga. A droga foi avaliada em R$ 50 mil.

As apreensões somaram R$ 4.537.000,00. “Esse grande prejuízo que rotineiramente temos dado ao crime na fronteira, se deve a capacidade operacional e a motivação dos nossos policiais, alinhado a um planejamento estratégico bem definido pela direção e ao empenho do Governo do Estado, que vem suprindo as principais demandas do Departamento, possibilitando esse trabalho bem executado na fronteira, uma vez que a somatória desses fatores, são de primordial importância para o operador de segurança pública, principalmente na fronteira”, explica o coronel Ary Carlos Barbosa, diretor do DOF.

Comentários

comentários