Diretores da Globo se irritam com Zeca Camargo e temem boicote

Repercutiu muito mal nos bastidores da Globo a polêmica na qual se Zeca Camargo se envolveu no último domingo (28) ao analisar na Globo News o panorama cultural nacional a partir da morte do cantor Cristiano Araújo.

O jornalista Zeca Camargo pede desculpas aos fãs de Cristiano Araújo no Vídeo Show de ontem (29)
O jornalista Zeca Camargo pede desculpas aos fãs de Cristiano Araújo no Vídeo Show de ontem (29)

Impressionado com o tamanho da cobertura da TV, o jornalista provocou a ira de fãs e cantores de música sertaneja ao afirmar que a idolatria a “uma figura relativamente desconhecida” revela a “pobreza da atual alma cultural brasileira”.

Para executivos da Globo, Camargo foi no mínimo infeliz e inoportuno. Comprar uma briga com fãs e artistas sertanejos, às vésperas de estrear um novo programa, é péssimo para a emissora.

Teme-se que uma legião gigantesca de telespectadores rejeitem o É de Casa, programa que terá Camargo como um dos apresentadores, no ar nas manhãs de sábado a partir de agosto. Isso sem contar o provável boicote de cantores sertanejos, que poderão recusar convites para se apresentarem no programa.

O gesto de Zeca Camargo de pedir desculpas no Vídeo Show de ontem não aliviou a situação do jornalista. Pelo contrário, só piorou. Isso porque Camargo se referiu a Cristiano Araújo como Cristiano Ronaldo.

Para boa parcela dos fãs do cantor (e para profissionais da Globo também), pareceu que a gafe foi de propósito, para reforçar ainda mais a ideia de o sertanejo era um ilustre desconhecido, a ponto de ser confundido com jogador de futebol.

Zeca Camargo será o assunto de reuniões na emissora nos próximos dias. Suas declarações vão influenciar na estratégia de lançamento do novo programa. Há quem defenda que ele desapareça do ar até agosto. Os mais radicais acham que ele deveria ficar de fora do É de Casa, atração cuja principal missão será treinar novos apresentadores, como Tiago Leifert, Patricia Poeta e André Marques, entre outros.

Segundo um executivo da Globo ouvido pelo Notícias da TV, a análise de Zeca Camargo está sendo vista como um grande equívoco. Primeiro, Camargo criticou a cobertura da própria Globo. A emissora é a principal difusora da música sertaneja e tira proveito dela.

Teve seu momento de Record ao derrubar a Sessão da Tarde da última quarta-feira (24) para exibir um Vídeo Show especial de duas horas e meia de duração sobre morte de Cristiano Araújo.

Ainda de acordo com essa fonte, que pede anonimato, Camargo demonstrou ignorância: a reação dos fãs e a audiência vigorosa da cobertura da morte do cantor mostraram que era a mídia que estava mal informada sobre Cristiano Araújo.

UOL

Comentários

comentários