Dilma ironiza boatos no WhatsApp sobre internação

Dilma ironizou boatos nesta segunda-feira - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Dilma ironizou boatos nesta segunda-feira – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff ironizou nesta segunda-feira (22) boatos que circularam nas redes sociais de que teria sido internada neste fim de semana após uma suposta tentativa de suicídio.

Depois discursar na cerimônia de lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar, no Palácio do Planalto, a presidente se aproximou de jornalistas apenas para comentar o assunto.

“Me disseram há pouco que correu um boato de que eu estava internada, vocês acham que eu estava?”, questionou Dilma correndo a mão sobre a silhueta mais fina graças a uma dieta rigorosa. Antes de se afastar dos jornalistas, a presidente ainda sorriu e jogou um beijo para o alto, dirigindo-se para o seu gabinete.

Minutos depois da declaração, a avaliação do Palácio do Planalto era a de que Dilma “errou” ao falar sobre o tema publicamente.

Segundo auxiliares da presidente, o assunto não foi divulgado pela imprensa “porque não tinha credibilidade”, mas agora “a própria Dilma pautou os jornalistas”.

Não estava previsto que a presidente fizesse qualquer declaração pública nesta segunda (22), diante de um cenário desfavorável.

Pesquisa Datafolha deste fim de semana mostrou que 65% das pessoas consideram o governo ruim ou péssimo, marca superada apenas pelo ex-presidente Fernando Collor às vésperas de seu impeachment.

Além disso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez críticas públicas a Dilma em uma reunião com religiosos e disse que ela está “no volume morto”.

BOATO

Neste domingo (21), circularam mensagens no WhatsApp que falavam sobre a internação da presidente por uma suposta tentativa de suicídio. O boato repercutiu também em outras redes sociais, como Twitter e Facebook.

Até a manhã desta segunda (22), o Palácio do Planalto fazia o monitoramento das redes para tentar descobrir a origem do boato.

Folha.com

Comentários

comentários