Dilma condena pichação na sede da UNE

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A presidenta Dilma Rousseff divulgou hoje (13) uma nota à imprensa condenando a pichação na sede da União Nacional dos Estudantes (UNE), em São Paulo, no sábado (12). Dilma afirmou que a violência é intolerável. “Foi um gesto de intimidação gratuita e uma afronta à democracia, e deve ser repudiado por todos aqueles que acreditam em uma nação livre e democrática”.

“Trata-se de uma ação violenta, que confunde o debate político saudável e democrático com a disseminação do ódio. […] Lutamos por muitos anos para o restabelecimento da ordem democrática, para o funcionamento adequado das instituições e para o pleno exercício do direito à expressão e à manifestação política”.

Na nota, a presidenta também condenou a presença de policiais na subsede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em Diadema, na última sexta-feira (11) à noite, durante uma plenária de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “É preciso que o governo de São Paulo apure com rigor o ocorrido e as motivações para a ação de policiais armados durante uma plenária em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Que os fatos sejam plenamente esclarecidos”.

Comentários

comentários