Di María é condenado a 1 ano de prisão e terá que pagar multa de R$ 7,4 milhões por sonegação

Da ESPN

A Fazenda espanhola segue atrás de jogadores de futebol por sonegação. Nesta quarta-feira, o meia-atacante Ángel Di María, atualmente no Paris Saint-Germain, foi condenado a um ano de prisão e a uma multa de 2 milhões de euros (R$ 7,4 milhões) por fraude no pagamento de impostos sobre seus direitos de imagem durante o período em que defendeu o Real Madrid (2010 a 2014).

O ex-atleta de Benfica e Manchester United admitiu à Justiça da Espanha que tinha duas contas separadas, tendo cometido fraudes em ambas. O montante sonegado foi de 1,3 milhões de euros (R$ 4,81 milhões).

Com isso, a condenação foi de seis meses de detenção por conta bancária, o que totalizou um ano.

Contudo, Di María não terá que ir para a cadeia, já que, no país ibérico, penas menores que dois anos para indivíduos sem ficha criminal são convertidas em pagamento de multa.

Nos últimos meses, a Fazenda espanhola já havia condenado diversos jogadores do Barcelona, como Lionel Messi e Javier Mascherano, e também ex-atletas do Real Madrid, como Ricardo Carvalho e Xabi Alonso, por delitos semelhantes.

Os últimos investigados são o atacante Cristiano Ronaldo, do Real Madrid – que cogita até deixar o futebol espanhol por esse motivo -, e o técnico José Mourinho, ex-comandante dos merengues, que dirige atualmente o Manchester United.

Comentários

comentários