Desemprego dispara e David propõe medidas para gerar empregos

A taxa de desemprego disparou e o mercado de trabalho fechou quase 9,7 mil vagas de emprego nos últimos dois anos em Campo Grande. O candidato a prefeito Coronel David (PSC), da chapa “Por uma Campo Grande Melhor” propõe nomear secretário eficiente e colocar o município como indutor do desenvolvimento para atrair investidores.

geradav

Para o candidato, a crise econômica é mais grave em Campo Grande em decorrência dos escândalos políticos e à paralisia da administração atual. Segundo o Ministério do Trabalho, as empresas eliminaram 9.669 empregos entre janeiro do ano passado e julho deste ano em Campo Grande. Só no mês passado, 538 vagas de emprego foram fechadas na Capital.

O IBGE registrou taxa de desemprego de 7,4% em março, 94% superior aos 3,8% registrados no primeiro trimestre de 2014, segundo o IBGE.

Ele cita um dos quatro eixos do Plano de Governo, o Município Indutor, onde fica claro que cabe à prefeitura fazer com que os investidores econômicos venham para a Cidade Morena com atividades econômicas que gerem emprego e renda para todos.

A proposta é priorizar as ações da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico) e o funcionamento do Codecon (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico), responsável pela implementação dos programas de incentivos.

Como a construção civil é um dos principais geradores de mão de obra, Coronel David propõe maior agilidade na avaliação dos imóveis e fornecimento de alvarás. Outro segmento a ser explorado será o turismo de eventos.

Comentários

comentários