Desembargador cassa liminar e manda prender Giroto

Giroto chegou ontem, pela manhã, no Garras
Giroto chegou ontem, pela manhã, no Garras

O desembargador Dorival Moreira dos Santos, da 3ª Câmara Criminal, cassou a liminar que libertou o ex-deputado federal Edson Giroto. O despacho aconteceu na noite desta quarta-feira (11). O cumprimento dessa sentença não necessariamente deve acontecer nesta quarta-feira à noite.

O ex-secretário de Obras do Estado havia sido preso na manhã de terça-feira (10) e foi libertado na madrugada desta quarta,depois de seu advogado, Valeriano Fontoura, obter alvará.

Além de Giroto, Maria Wilma Casanova, Átila Garcia Gomes Tiago de Souza, Elza Cristina Araújo dos Santos, João Alberto Krampe Amorim dos Santos, Maxwell Thomé Gomez, Rômulo Tadeu Menossi, Wilson Cabral Tavares e Wilson Roberto Mariano de Oliveira são investigados pelo Ministério Público Estadual sobre desvios em obras da MS-228, em Corumbá.

O prejuízo aos cofres públicos foram de pelo menos R$ 2,9 milhões, conforme divulgou o MPE. A obra estava avaliada em R$ 6,8 milhões e a denúncia foi feita pelo atual secretário de Obras do Estado, Marcelo Miglioli.

Comentários

comentários