Derrota deixa Anderson Silva mais distante de desafio ao campeão Rockhold

Derrota por decisão dos juízes deve dificultar sonho de ex-campeão de disputar cinturão no UFC. Imagem: Reprodução
Derrota por decisão dos juízes deve dificultar sonho de ex-campeão de disputar cinturão no UFC. Imagem: Reprodução

Mais uma derrota no histórico do ex-campeão dos pesos médios do UFC, Anderson Silva. Na sua primeira luta após ser suspenso durante um ano da competição por doping, Anderson Silva perdeu por pontos para o britânico Michael Bisping, na casa do adversário, em Londres, por decisão unânime dos juízes. A disputa entre os dois foi a luta principal do UFC Fight Night 84, neste sábado.

A vitória de Bisping veio com um triplo 48-47, coroando uma apresentação regular do britânico. Anderson obteve vantagem no terceiro round, acertando uma forte joelhada no adversário, e também no último, após um chute frontal, mas Bisping conectou mais golpes e evitou o nocaute em repetidas oportunidades.

O brasileiro, hoje com 40 anos, não ganha uma luta desde 2012. Sua última vitória na categoria dos médios foi em julho daquele ano, na defesa de cinturão contra Chael Sonnen. Desde então, passou por Stephen Bonnar entre os meio-pesados, perdeu duas vezes para Weidman e viu sua vitória sobre Nick Diaz ser convertida em luta sem resultado pelo caso de doping.

Campeão com mais defesas de cinturão na história do UFC (foram dez consecutivas), o Spider agora fica mais distante na fila de desafiantes do americano Luke Rockhold, que venceu o algoz de Anderson, Chris Weidman, em dezembro do ano passado. O ex-campeão dos pesos-médios — que passou por duas derrotas seguidas, um vitória anulada sobre Nick Diaz e uma cirurgia na perna — ainda terá de provar que merece uma nova chance de disputar o título

A vitória de Bisping veio com um triplo 48-47, coroando uma apresentação regular do britânico. Anderson obteve vantagem no terceiro round, acertando uma forte joelhada no adversário, e também no último, após um chute frontal, mas Bisping conectou mais golpes e evitou o nocaute em repetidas oportunidades.

O brasileiro, hoje com 40 anos, não ganha uma luta desde 2012. Sua última vitória na categoria dos médios foi em julho daquele ano, na defesa de cinturão contra Chael Sonnen. Desde então, passou por Stephen Bonnar entre os meio-pesados, perdeu duas vezes para Weidman e viu sua vitória sobre Nick Diaz ser convertida em luta sem resultado pelo caso de doping.

Campeão com mais defesas de cinturão na história do UFC (foram dez consecutivas), o Spider agora fica mais distante na fila de desafiantes do americano Luke Rockhold, que venceu o algoz de Anderson, Chris Weidman, em dezembro do ano passado. O ex-campeão dos pesos-médios — que passou por duas derrotas seguidas, um vitória anulada sobre Nick Diaz e uma cirurgia na perna — ainda terá de provar que merece uma nova chance de disputar o título. (Zero Hora)

Comentários

comentários