Deputados protocolam convocação para Lula depor na CPI da Petrobras

Os deputados Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e Efraim Filho (DEM-PB) apresentaram na tarde de ontem requerimento para convocar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à CPI da Petrobras na Câmara dos Deputados.

Para Oposição, hoje, Luiz Inácio é um cidadão comum e pode tentar explicar as acusações contra seu governo
Para Oposição, hoje, Luiz Inácio é um cidadão comum e pode tentar explicar as acusações contra seu governo

 

Os deputados alegam que tanto o ex-presidente como sua sucessora Dilma Rousseff tiveram condições “de adotar medidas concretas no sentido de estancar a série de desvios de vultosas quantias que estavam ocorrendo no seio da Petrobras”.

Ontem, durante sua participação na sessão da CPI da Petrobras, Onyx disse que agora Lula é um “cidadão comum” e que poderia responder por seus atos quando presidente. Após protocolado, o requerimento precisa ser pautado e aprovado pelos membros da comissão. A próxima reunião deliberativa será nesta quinta-feira (7).

6ptotoco

Depoimento – Durante as quase quatro horas e meia de depoimento, Paulo Roberto Costa negou que estivesse poupando alguém. “Não estou protegendo ninguém. Não existe proteção”, respondeu.

O ex-diretor afirmou aos deputados que nunca falou sobre desvios com nenhum subordinado, nem mesmo com a ex-gerente Venina Velosa da Fonseca. “Não falei com ninguém abaixo de mim”, declarou.

Ele também negou que tenha enterrado dinheiro em sua piscina e disse que o episódio era “folclore”. Segundo ele, a piscina foi aterrada em 2009 por problemas constantes de vazamento e que ele não queria mais pagar altos valores na conta d’água. “Folclore? Pelo dinheiro que estava correndo, o senhor com dificuldade em pagar conta d’água?”, ironizou o deputado Carlos Marun (PMDB-MS). Costa se irritou com a colocação do parlamentar e pediu respeito. “Eu mereço ser respeitado. Estou pagando pelos meus erros”, afirmou o ex-diretor.

Comentários

comentários