Deputada aceita convite e bancada do PSDB se iguala ao PMDB

A deputada estadual Mara Caseiro (PMB) decidiu abrir mão de sua candidatura à prefeitura de Campo Grande depois de acertar a sua ida para o PSDB a convite do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja.

Mara Caseiro aceita convite do PSDB (Foto: Divulgação )
Mara Caseiro aceita convite do PSDB (Foto: Divulgação )

Reeleita pelo PTdoB em 2014, a deputada teve uma passagem meteórica pelo nanico PMB (Partido da Mulher Brasileira), do qual recebeu espaço para concorrer à sucessão do prefeito Alcides Bernal (PP). No entanto, deve anunciar oficialmente sua ida ao ninho dos tucanos até o fim do mês, dentro do prazo fixado pela “janela partidária”.

A filiação de Mara Caseiro ao PSDB foi confirmada por interlocutores do governo. Ele chega ao partido após uma investida bem sucedida do secretário Sérgio de Paula (Casa Civil), principal articulador político do governador.

Por conta da janela partidária, aberta desde o dia 19 de fevereiro, deputados estão liberados para trocar de partido sem precisar arcar com consequências previstas na lei eleitoral.

Desde a abertura da janela, Mara Caseiro foi a primeira a aceitar convite do PSDB. Com isso, a bancada do partido tucano na Assembleia Legislativa passa de cinco para seis deputados.

Com esta adesão ao PSDB, a bancada tucana se iguala ao PMDB, que antes era a maior bancada da Casa de Leis.

Há especulações no sentido de que Maurício Picarelli deixe o PMDB e vá para o PSDB. Se a mudança se concretizar, a bancada do PMDB ficará desfalcada e a do PSDB passará a ser majoritária.

A deputada Mara já havia trocado de partido em dezembro de 2015, quando saiu do PTdoB e foi para o PMD.

Comentários

comentários