Delcídio volta ao Senado na semana que vem e confirma voto contra Dilma

O senador Delcídio do Amaral, que se encontra em Florianópolis em licença médica informou nesta segunda-feira (18) que deve voltar ao Senado na semana que vem. Ele informou que votará ‘sim’ pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Aprovado pelos deputados no domingo (17), o processo segue para análise dos senadores, onde deve ser lido e uma comissão montada na terça-feira (19).

18deu

Delcídio afirmou que passará por avaliação médica na próxima quarta-feira (20) e que espera ser liberado para voltar a Brasília na segunda-feira (25). O senador revelou uma série de informações em sua delação premiada que implicam a presidente e o ex-presidente Lula (PT) nas tentativas de atrapalhar a Lava Jato, operação que investiga a corrupção na Petrobras. As declarações dele foram determinantes para a abertura do processo, embora os fatos mencionados não foram incluídos no pedido de afastamento.

No parlamento, o senador enfrenta um processo de cassação de mandato. Delcídio do Amaral foi preso sob acusação de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato. Ele ofereceu R$ 50 mil por mês e um plano de fuga para que o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró não fechasse acordo de colaboração com o Ministério Público. O filho de Cerveró gravou a conversa e entregou o áudio à Justiça, o que resultou na prisão em flagrante do senador. O senador ficou preso por quase três meses e teria fechado acordo dias antes de ser liberado. A partir daí, uma série de escândalos foram divulgados.

Comentários

comentários