Del Valle empata no fim e deixa decisão contra o Nacional aberta

O Independiente del Valle conseguiu vida nova na Copa Libertadores. Atuando em seus domínios, no Estádio Olímpico Atahualpa, na noite de ontem, os equatorianos conseguiram marcar um gol no final do jogo e empataram em 1 a 1 com o Atlético Nacional, deixando a decisão pelo título ainda aberta.

Empate no Equador deixou decisão aberta para o segundo jogo da final (Foto: AFP)
Empate no Equador deixou decisão aberta para o segundo jogo da final (Foto: AFP)

O empate foi milagroso para o Independiente del Valle. Após sair atrás no placar, em gol de Berrío aos 35 minutos do primeiro tempo, os equatorianos pouco pressionaram em busca do empate. No entanto, em lance de bola parada, conseguiram balançar as redes com Arturo Mina e mantiveram a decisão aberta para o jogo de volta.

Com o 1 a 1, a situação da final da Libertadores é simples: o título ficará com quem vencer o jogo de volta na Colômbia. Em caso de empate, já que o critério do gol fora de casa não vale na decisão do torneio, a partida irá para a prorrogação e, consequentemente, para os pênaltis.

A segunda e decisiva partida da final entre Atlético Nacional e Independiente del Valle está marcada para a próxima quarta-feira (27), às 21h45 (de Brasília), no Estádio Atanasio Girardot.

O jogo 

Com táticas ofensivas, os dois times começaram a partida criando situações de gol. O primeiro a assustar foi o Independiente Del Valle. Aos três minutos, José Angulo ficou com a bola na entrada da área e bateu rasteiro, finalizando muito próximo à trave.

O Atlético Nacional respondeu na sequência, aos cinco minutos. Borja arriscou de longa distância e quase complicou a situação de Azcona, que teve que espalmar para afastar o perigo.

Após a euforia inicial, o duelo se acalmou um pouco e as equipes passaram a levar a melhor na marcação. Com isso, a partida só voltou a ter uma chance de perigo aos 21 minutos do primeiro tempo. Sornoza cobrou falta pela direita, a bola bateu no rosto de Mina e quase surpreendeu Armani, que fez a defesa no reflexo para evitar o primeiro gol dos equatorianos.

Quando o jogo parecia morno, uma jogada individual foi fundamental para desequilibrar a partida. Aos 35 minutos, Berrío recebeu de Torres, arrancou na entrada da área e chutou rasteiro no canto para abrir o placar para o Atlético Nacional.

Empolgados após o primeiro gol, os colombianos quase ampliaram com uma pintura. Aos 38, Marlos Moreno aproveitou sobra de bola próxima ao meio de campo e tentou de cobertura. O goleiro Azcona só observou o chute, mas a bola foi saiu por cima do gol, saindo com muito perigo.

Com o controle do jogo, o Atlético Nacional só administrou o placar para levar a vitória parcial para o intervalo.

O duelo voltou para a segunda etapa novamente com as duas equipes buscando o jogo. Com um minuto, Cabezas balançou a rede, mas pelo lado de fora, em finalização pelo lado direito. Já aos três, foi a vez de Macnelly Torres experimentar o chute, em arremate de fora da área defendido facilmente por Azcona.

Apesar de precisar do gol de empate, o Del Valle conseguiu assustar a meta do Atlético Nacional somente aos 18 minutos. Sornoza cobrou falta para a área com muita força e Armani foi obrigado a sair do gol de soco para afastar.

Sem grande pressão adversária, parecia que o Atlético Nacional iria levar a excelente vantagem para a Colômbia. No entanto, na bola parada, o Independiente del Valle conseguiu chegar ao empate. Aos 41 minutos, após falha de comunicação da defesa, o goleiro Armani espalmou a bola no pé de Arturo Mina, que só teve o trabalho de finalizar para deixar tudo igual.

Nos minutos finais, ambas as equipes tentaram o último suspiro para sair com a vitória. Porém, havia pouco tempo para as equipes criarem chances de gol. Com isso, o primeiro jogo da decisão se encerrou com um empate em 1 a 1.

FICHA TÉCNICA
INDEPENDIENTE DEL VALLE-EQU 1X1 ATLÉTICO NACIONAL-COL

Local: Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito (Equador)
Data: 20 de julho de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Enrique Cáceres (Paraguai)
Assistentes: Eduardo Cardozo (Paraguai) e Milciades Saldivar (Paraguai)
Cartões Amarelos: Christian Núñez, Luis Caicedo e Mario Rizotto (Independiente del Valle) Sebastián Pérez, Alejandro Guerra e Davinson Sánchez (Atlético Nacional)
Gols: INDEPENDIENTE DEL VALLE – Arturo Mina, aos 41 minutos do segundo tempoATLÉTICO NACIONAL – Orlando Berrío, aos 35 minutos do primeiro tempo

INDEPENDIENTE DEL VALLE – Librado Azcona; Christian Núñez, Arturo Mina, Luis Caicedo e Emiliano Tellechea; Mario Rizotto, Jefferson Orejuela e Junior Sornoza; Julio Angulo (Jonathan González), Bryan Cabezas (Uchuari) e José Ângulo (Miller Castillo)
Técnico: Pablo Repetto

ATLÉTICO NACIONAL – Franco Armani; Daniel Bocanegra, Davinson Sánchez, Alexis Henríquez e Farid Díaz; Diego Arias, Sebastián Pérez (Alejandro Guerra) e Macnelly Torres (Elkin Blanco); Orlando Berrío, Marlos Moreno e Miguel Borja
Técnico: Reinaldo Rueda (Gazeta Esportiva)

Comentários

comentários