De olho na libertadores; Com reservas, Grêmio bate o já rebaixado América-MG e se aproxima do G-6

Com foco total na Copa do Brasil, o técnico Renato Gaúcho mandou seu time inteiro reserva para o jogo contra o América-MG, neste domingo, em Porto Alegre, em duelo pela 36ª do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, o Grêmio bateu o adversário por 3 a 0, com gols de Fred, Negueba e Bolaños e fica mais próximo do G-6, com 53 pontos anotados. O grupo mineiro já está rebaixado e segue na lanterna, com 27 pontos.

ESPN
ESPN

A partida foi fácil para o tricolor gaúcho. O já rebaixado América não impôs qualquer dificuldade para a equipe da casa. O Grêmio construiu o placar com tranquilidade, sempre tendo as principais ações do jogo. O domínio azul, preto e branco foi coroado com os tentos em casa, sem a necessidade de utilizar seus titulares. O triunfo parou ainda uma sequência de cinco jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro.

O Grêmio agora concentra todas as suas atenções para o Atlético-MG, na primeira partida das finais da Copa do Brasil, na quarta-feira, no Mineirão. O América terá uma semana de folga para seguir com seu planejamento para a Série B de 2017. No próximo sábado, no Independência, o time recebe o Sport.

Primeiro tempo

Por jogar em casa, o Grêmio começou a partida dominando as ações. Oportunidades claras, porém, não aconteceram nos minutos iniciais. O América encontrava alguma dificuldade até pelo número de garotos em campo, pois utilizava vários atletas da base – parte do planejamento pensado pelo técnico Enderson Moreira.

Aos 10 minutos, no entanto, isso acabou, e com um gol. Após falta próximo da área, Iago cobrou e colocou o zagueiro Fred na cara do gol, sem chances para o goleiro João Ricardo. O defensor apareceu livre, chutou forte de direita e abriu o marcador na Arena Grêmio.

O gol, entretanto, em nada mudou no cenário da partida. O Grêmio criava, tinha facilidade de chegar ao ataque, mas tinha dificuldade na última bola, na definição. O América seguia com dificuldades para sair. A melhor chance americana ocorreu aos 18 minutos, com um cruzamento pela esquerda, e o atacante Bruno Sávio não conseguiu alcançar a redonda.

Aos 21, o Grêmio teve uma boa oportunidade para ampliar sua vantagem. O atacante Everton recebeu a bola em condição legal, sozinho, de cara para João Ricardo, mas a finalização foi ruim e o arqueiro alviverde fez a defesa. Nenhum jogador tricolor conseguiu chegar para aproveitar o rebote e a redonda morreu nos pés dos volantes mineiros.

Aos 24, Negueba tratou de ampliar a vantagem. Em cruzamento na área, a bola sobrou para Everton, que chutou forte. O goleiro do América, João Ricardo, fez a defesa e o camisa 77 só teve o trabalho de bater sem chance para nenhum zagueiro, pois o arqueiro já estava batido por causa do lance anterior.

O Grêmio seguia solto no jogo, com chances e pressionava o América, mas errava, ou no último passe, ou na bola final. O América ficava preso, não tinha facilidade para sair e pouco encarava a zaga reserva gaúcha.

Após sofrer o segundo gol, o técnico Enderson Moreira mudou posicionamento de sua defesa e seus volantes, dificultando a vida tricolor, que passou a encontrar mais problemas para descer ao ataque. O Grêmio seguia melhor e o América não tinha forças para chegar ao ataque.

Segundo tempo

As equipes voltaram iguais para o segundo tempo. O América mostrava mais vontade. O Grêmio tinha exatamente a mesma proposta, de posse de bola, de troca de passes, mas alguma dificuldade. Logo nos primeiros minutos, o time da casa chegou na cara do gol e João Ricardo foi exigido. O América-MG respondeu aos 4, com boa chegada e defesa excelente do goleiro Léo.

Aos 12, o Grêmio chegou com facilidade, mas esbarrou, novamente, no passe final, na hora da definição. Em bom lançamento, Bolaños driblou Bruno Teles, mas fez o passe errado para a área e não conseguiu o gol.

Inacreditável!

Aos 14, o Grêmio voltou a infiltrar com facilidade na defesa americana. Bolaños, outra vez pela direita, nas costas do lateral, recebeu a bola e carregou para a área. Ele fez o cruzamento rasteiro para Guilherme e o atacante, de cara para o gol adversário, isolou.

Grêmio amplia

Aos 19, Tyroane Sandows puxou o contra-ataque e ficou em boas condições no campo do América. Ele levantou a cabela e deixou Bolaños na cara do gol para marcar o terceiro gol do Grêmio.

A estratégia de Enderson Moreira passou a não funcionar após os 15 minutos de jogo. Sua equipe não tinha forças para alcançar o ataque e ainda sofria muito na defesa – mesmo esta estando povoada. Com isso, o Grêmio passou a ser mais agressivo e chegava com facilidade.

Aos 27, o América jogou fora uma de suas melhores oportunidades na partida. O atacante Bruno Sávio recebeu em boas condições, mas não fez boa finalização e a bola parou na zaga. Aos 36, o América voltou a ter boa chance. Em cruzamento na área, após falta, Danilo colocou a redonda em posição perigosa, e Cardoso chutou longe.

Com o resultado garantido, o Grêmio perdeu força e não seguiu com a pressão de minutos anteriores. O América-MG não conseguia aproveitar e a contagem foi definitiva.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 3 X 0 AMÉRICA-MG

Local: Arena Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data: 20 de novembro de 2016 (Domingo)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira de Sampaio (GO)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Márcio Soares Maciel (GO)
Gols: Fred, aos 10, Negueba, aos 24 minutos, ambos no primeiro tempo, Bolaños, aos 19 do segundo tempo (Grêmio)
Cartões amarelos: Bruno Teles, Christian Sávio (América)

GRÊMIO: Leo; Wallace Oliveira, Wallace Reis, Fred e Iago; Jailson (Batista), Kaio, Negueba (Tyroane Sandows), Bolaños e Everton; Guilherme (Tilica). Técnico: Renato Gaúcho

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Christian Sávio, Roger, Cardoso, Bruno Teles, Ernandes, Juninho, Makton (Danilo Barcelos), Tony, Bruno Sávio (Michael), Nilson (Helder). Técnico: Enderson Moreira

Comentários

comentários