Criadores do Facebook e do Whatsapp criticam bloqueio do aplicativo no Brasil

Zuckerberg
Reprodução Facebook

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, usou o seu perfil no Facebook para publicar uma nota lamentando o bloqueio do WhatsApp no Brasil, por 48 horas, em cumprimento a uma decisão judicial. “Estou chocado que nossos esforços em proteger dados pessoais poderiam resultar na punição de todos os usuários brasileiros do WhatsApp pela decisão extrema de um único juiz. Esperamos que a justiça brasileira reverta rapidamente essa decisão”, disse o executivo.

O cofundador e CEO do WhatsApp, Jan Koum também usou o seu perfil no Facebook para lamentar o ocorrido. “Estamos desapontados pela decisão pelo corte de acesso ao WhatsApp, uma ferramenta de comunicação que tantos brasileiros dependem”, disse. Koum ainda classificou de “míope” a decisão da justiça brasileira.

Reprodução Facebook

Em seu post, Mark Zuckerberg afirma que o Facebook está trabalhando para reverter a decisão no Brasil. Mas não explica como. Seria bom que tornasse os fatos mais claros. O WhatsApp é propriedade do Facebook desde fevereiro de 2014, quando a rede social comprou o serviço de mensagens instantâneas por US$ 21,8 milhões. Mas as duas empresas seguiram com operações independentes. Razão pela qual o Facebook Brasil alega não responder pelo WhatsApp no país.

Afinal, o Facebook pode ou não pode representar o WhatsApp no país?

Em nota, o TJ-SP afirmou na noite de ontem que o WhatsApp não cumpriu duas ordens judiciais encaminhadas ao WhatsApp, e por isso a Justiça , por determinou o bloqueio do serviço no País por 48 horas. O que a reportagem do IDGNow apurou é que essas decisões teriam sido encaminhadas ao Facebook no Brasil.

De fato, muitas operadoras celulares que têm parceria com o WhatsApp firmaram os acordos comerciais em foro internacional.

No post, o CEO do Facebook classificou a decisão como “extrema”.

“Hoje à noite, um juiz brasileiro bloqueou o WhatsApp para mais de 100 milhões de usuários do aplicativo no país.

Estamos trabalhando duro para reverter essa situação. Até lá, o Messenger do Facebook continua ativo e pode ser usado para troca de mensagens.

Este é um dia triste para o país. Até hoje o Brasil tem sido um importante aliado na criação de uma internet aberta. Os brasileiros estão sempre entre os mais apaixonados em compartilhar suas vozes online.

Estou chocado que nossos esforços em proteger dados pessoais poderiam resultar na punição de todos os usuários brasileiros do WhatsApp pela decisão extrema de um único juiz.

Esperamos que a justiça brasileira reverta rapidamente essa decisão. Se você é brasileiro, por favor faça sua voz ser ouvida e ajude seu governo a refletir a vontade do povo.”

Fonte: Terra

Comentários

comentários