CR7 e Morata marcam no fim, e Real busca virada espetacular contra Sporting

No reencontro com o clube que o revelou, Cristiano Ronaldo ajudou o Real Madrid a conseguir uma virada espetacular na Liga dos Campeões. O craque marcou um golaço de falta aos 43 do segundo tempo e depois viu Morata, aos 48, fazer o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Sporting, nesta quarta-feira (14), no Santiago Bernabéu. O brasileiro Bruno César, ex-Corinthians, fez o gol do time português.

Cristiano Ronaldo não comemorou gol contra time que o revelou Juan Medina/Reuters
Cristiano Ronaldo não comemorou gol contra time que o revelou
Juan Medina/Reuters

Atual campeão, o Real jogou muito mal diante de sua torcida e viu o Sporting dominar o primeiro tempo. O time espanhol conseguiu pressionar na segunda etapa, mas pecou na pontaria, até que Cristiano acertou o ângulo de Rui Patrício para empatar. Depois, no fim, Morata garantiu os três pontos de cabeça.

No outro jogo do Grupo F, o Borussia Dortmund goleou o Legia Varsóvia fora de casa por 6 a 0.

A expectativa era grande para ver Cristiano Ronaldo em ação contra o clube que o revelou no futebol profissional em 2002. E o craque esteve apagado durante a maior parte do tempo no Bernabéu. Com o Real Madrid penando para criar jogadas, ele recebeu poucas bolas em condição de levar perigo. Assustou com um chute de muito longe, defendido por Rui Patrício, e uma batida de falta para fora no primeiro tempo. Na melhor chance do jogo, no segundo tempo, perdeu gol inacreditável na pequena área ao chutar na trave. Mas a estrela dele brilhou no final: em mais uma cobrança de falta, acertou o ângulo e empatou o jogo. Ele não comemorou o gol.

BRUNO CÉSAR: “CHUTA-CHUTA” CALIBRADO

Logo no primeiro minuto de jogo, Bruno César mostrou a característica pela qual ganhou o apelido de “chuta-chuta” no Corinthians: uma finalização perigosa da entrada da área, que passou raspando a trave do Real Madrid. Com o Sporting marcando bem e saindo em velocidade nos contra-ataques, o meia teve oportunidade de aparecer bem várias vezes na frente. Até que, no início do segundo tempo, a bola sobrou dentro da área e ele não perdoou: um chute seco de pé esquerdo morreu no fundo das redes de Kiko Casilla.

JORGE JESUS NÃO DEIXA TIME DE ZIDANE CRIAR

O trio ofensivo do Real Madrid formado por Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo gosta de ter espaços para acelerar e criar perigo. E foi exatamente isso o que o técnico Jorge Jesus negou ao ataque madridista. Com um 4-1-4-1 bem definido e uma marcação compacta no campo de defesa, o Sporting forçou o Real Madrid a girar a bola na frente da área com pouca efetividade. Kroos e Modric não conseguiram dar um toque de genialidade para abrir a defesa dos portugueses, e o Real só conseguiu pressionar no segundo tempo, na base dos cruzamentos para a área.

CONTRA-ATAQUES DO SPORTING LEVAM PERIGO

Quase perfeito na parte defensiva, o Sporting também não abdicou de atacar o poderoso Real Madrid fora de casa. Com trocas rápidas de passes e muita velocidade pelas alas, o time português infernizou a defesa espanhola e levou mais perigo durante praticamente todo o jogo. Destaque para o ponta direita Gelson Martins, que travou duelo interessante com Marcelo, além da boa saída de bola dos meio-campistas William Carvalho e Adrien Silva.

REAL PRESSIONA E DESENCANTA NO SEGUNDO TEMPO

Gareth Bale e Karim Benzema estiveram mal na partida, errando lances fáceis, e foram substituídos por Lucas Vázquez e Morata no segundo tempo. O Real Madrid melhorou, começou a pressionar e, na base do abafa, teve ótimas chances para empatar o placar. Mas faltou pontaria no chute de primeira de Carvajal e na tentativa de Morata cara a cara com Rui Patrício. Cristiano Ronaldo também perdeu chance incrível ao chutar na trave à queima-roupa. Mas o camisa 7 se redimiu depois com uma cobrança perfeita de falta, e Morata também acertou a mira com uma cabeçada forte no último lance do jogo. Virada incrível do Real.

FICHA TÉCNICA Real Madrid 2 x 1 Sporting

Local: Estádio Santiago Bernabéu, Madri (Espanha)
Data: 14/09/2016
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Paolo Tagliavento (Itália)

Gols: Bruno César, aos 2, Cristiano Ronaldo, aos 43, e Morata, aos 48 minutos do 2º tempo
Cartões amarelos: Kroos (Real Madrid); Adrien Silva, William Carvalho e Zeegelaar (Sporting)

Real Madrid: Casilla; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro, Modric e Kroos (James Rodríguez); Bale (Lucas Vázquez), Benzema (Morata) e Cristiano Ronaldo. Técnico: Zinedine Zidane

Sporting: Rui Patrício; João Pereira, Semedo, Coates e Zeegelaar; William Carvalho; Gelson Martins (Markovic), Adrien Silva (Elias), Bruno César e Bryan Ruiz (Campbell); Dost. Técnico: Jorge Jesus

Comentários

comentários