Protesto contra governo Dilma e PT reúne 16 mil em Campo Grande

Em Mato Grosso do Sul, a tarde deste domingo (12) foi de manifestações contra o governo federal em cinco municípios: Campo Grande, Dourados, Ponta Porã, Corumbá e Maracaju. Na capital sul-mato-grossense, o protesto começou por volta das 16h30 (de MS) e terminou às 19h13, com discursos, hino nacional e balões verdes e amarelos.

Segundo a Polícia Militar (PM), 16 mil pessoas participaram em Campo Grande. A organização contabilizou 19.800. Na manifestação do dia 15 de março, no município, a organização estimou que cerca de 100 mil participantes e a PM, 32 mil.

Protesto em Campo Grande na tarde deste domingo
Protesto em Campo Grande na tarde deste domingo

Em Dourados, a PM fala que foram cerca de 700 manifestantes. Já o movimento informa que entre 500 e 600 pessoas foram na manifestação, que começou às 15h (de MS) e terminou às 16h30. Não houve passeata, como previsto, e o grupo ficou concentrado na Praça Antônio João.

Em Maracaju, a PM diz que foram 40 pessoas e que o protesto começou às 16h e terminou às 18h.

Em Corumbá, 200 pessoas ficaram na rua Frei Mariano, conforme a PM e a organização, das 17h às 18h.

Em Ponta Porã, a manifestação começou por volta das 17 (de MS) e reuniu cerca de 50 pessoas, conforme informado pela PM e pela organização. Houve caminhada de aproximadamente uma hora pela avenida Brasil, a principal da cidade.

Reivindicações

A pauta de reivindicações da organização do protesto, em Campo Grande, é: extinção do PT, ​transparência nos empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); investigação de DIlma e Lula; afastamento de Dias Tóffoli da operação Lava Jato e não à reforma política do PT.

Comentários

comentários