Coronel David tem 20 objetivos para fazer gestão diferente na Capital

O candidato a prefeito Coronel David (PSC), da chapa “Por uma Campo Grande Melhor”, conta com 20 objetivos para implantar uma gestão diferente. Além de resgatar a Capital do caos financeiro e administrativo, ele assumiu o compromisso de criar a Controladoria Geral do Município para promover o combate sistemático contra a corrupção e o desvio de recursos públicos.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Ele foi o único candidato a registrar em cartório o compromisso de criar a Controladoria Geral do Município, que vai agregar a Ouvidoria Geral e atuar de forma independente.

Para acabar com o desemprego, com aproximadamente 10 mil vagas eliminadas desde janeiro do ano passado, Coronel David nunca vai deixar a Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico) sem titular, vai reativar o Codecon (Conselho de Desenvolvimento Econômico) e realizar ações para atrair novas indústrias, principalmente, as que geram emprego e renda.

Coronel David vai criar o Plano Estratégico de Segurança para garantir a tranquilidade para a população e combater à criminalidade. Com a experiência no comando da Polícia Militar, que conseguiu reduzir o número de roubos e homicídios, ele vai capacitar e equipar a Guarda Municipal para realizar rondas nos bairros e ampliar o videomonitoramento.

Na educação, além de entregar os kits e uniformes no início das aulas, ele vai cumprir a lei municipal que prevê o pagamento do piso nacional para jornada de 20 horas aos professores, valorizar os servidores administrativos e investir em infraestrutura para elevar a qualidade do ensino na rede municipal.

O candidato do PSC vai construir o Centro de Especialidades Médicas para Crianças e o hospital de cirurgias eletivas. Com o objetivo de acabar com a falta de médicos nas unidades de saúde, ele aposta no plano de valorização dos servidores para atrair médicos e suprir o déficit na emergência e nos postos de saúde. O controle rigoroso no estoque vai acabar com a falta de medicamentos, porque as licitações serão feitas sempre que a reserva atingir nível crítico.

Coronel David vai concluir as obras inacabadas na área da saúde, educação e infraestrutura, como o Centro de Belas Artes, o PAC do Bálsamo, a revitalização da Ernesto Geisel, o PAC da Mobilidade Urbana, a pavimentação dos bairros, entre outros. O setor de fiscalização terá mudança para garantir obras de pavimentação de qualidade e durabilidade para por fim ao desperdício do dinheiro público e a corrupção na operação tapa buraco.

“Tenho coragem para fazer o que é certo e experiência administrar a prefeitura e resgatar o orgulho do campo-grandense”, destaca, sobre o compromisso em garantir obras de qualidade e melhorar a prestação de serviços aos 863 mil habitantes de Campo Grande.

Comentários

comentários