Coronel David consegue no TRE impedir divulgação de pesquisa

O juiz da 53ª Zona Eleitoral Marcelo Andrade Campo Silva, deferiu a favor da chapa “Por Uma Campo Grande Melhor” do candidato a prefeito de Campo Grande Coronel David (PSC), o pedido de liminar proibindo que o Instituto Valle Pesquisas, em virtude de suposta irregularidade em pesquisa que seja divulgado o resultado de pesquisa para prefeito, sob pena de crime de desobediência. O levantamento seria divulgada nesta quinta-feira (1º).

davidques

Na representação, a chapa do Cel. David, defende que o quadro amostral do perfil dos candidatos, não confere com o número de questionários ora realizados. “Parece uma cópia do último levantamento onde foram feitos 850 entrevistas, só que neste eles registraram 1750 entrevistas”, sustenta o denunciante.

Na semana passada, a Chapa havia solicitado junto à Justiça os dados relativos à identificação dos entrevistadores, planilhas individuais, mapas ou equivalentes, questionários aplicados, desde que preservada a identidade dos entrevistados, assim como o relatório final da pesquisa registrada no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) pelo protocolo n.º MS-08296/2016.

O pedido foi deferido na ´última quinta-feira (25) pelo mesmo magistrado, considerando resolução do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que permite o acesso a partidos políticos, mediante requerimento à Justiça, “ao sistema interno de controle, à verificação e à fiscalização da coleta de dados das entidades e empresas que divulguem pesquisas de opinião relativas aos candidatos e às eleições”.

A empresa deve encaminhar, via e-mail ou forma semelhante, os valores indicados no registro da pesquisa e os demais dados solicitados para a chapa no prazo de dois dias. “E, em igual prazo permitirá o acesso do requerente, através de seu representante, se de interesse deste, à sede ou à filial da empresa para o exame aleatório das planilhas, mapas ou equivalentes, em horário comercial”, completa o juiz.

Comentários

comentários