Corinthians perde partida de ida e se complica na Libertadores

Jogando no tradicional estádio Defensores del Chaco, em Assunção, o Corinthians foi derrotado pelo o Guaraní por 2 a 0 na primeira partida das oitavas de final da Copa Libertadores.

Guerrero dividindo bola com jogador do Guarani - Foto: Agência Corinthians
Guerrero dividindo bola com jogador do Guarani – Foto: Agência Corinthians

O primeiro gol do confronto foi anotado pelo atacante Santander, aos 14 min da etapa complementar. O vice-artilheiro da Libertadores com seis gols cobrou falta da intermediária em chute forte, Cássio caiu mal e levou um frango.

Aos 36 min, em rápido contra-ataque doGuaraní, o atacante Contrera foi lançado, venceu Felipe na corrida e bateu cruzado no canto direito de Cássio, sem chances de defesa para o goleiro do Corinthians.

Nem mesmo a volta de Paolo Guerrero, fora da equipe após contrair dengue, foi suficiente para o Corinthians balançar as redes paraguaias. Fazendo dupla com o jovem Luciano, escolhido pelo técnico Tite para suprir as ausências dos suspensos Emerson Sheik eMendoza, o peruano mostrou falta de ritmo e não teve atuação destacada.

Com muito espaço entre os setores do time, o Corinthians teve muitas dificuldades para fazer triangulações e criar oportunidades reais de gol. Responsáveis pela criação de jogadas, Jadson, Renato Augusto e Elias abusaram dos erros de passes.

Com a derrota de hoje, o Corinthians precisa vencer por 2 a 0 para levar o jogo para os pênaltis. Se vencer por três de vantagem sem levar gol, passa de fase. Já o Guaraní pode até perder por um gol de diferença.

A partida de volta deste duelo será na próxima quarta-feira (13), às 22h, no Itaquerão. Quem avançar terá pela frente o vencedor do confronto entre Racing-ARG e Montevideo Wanderers-URU.

O JOGO
O primeiro tempo da partida teve muitas trocas de passes no meio campo, mas poucas chegadas com perigo às metas defendidas por Cássio, do Corinthians, e Aguilar, do Guaraní.

O Corinthians pareceu sentir a falta de ritmo de jogo e não mostrou a mesma desenvoltura de outros duelos na Libertadores, principalmente com as distâncias entre os setor de defesa, meio campo e ataque.

Aos 13 minutos, Benítez recebeu na intermediária, driblou Gil e bateu de longe. Cássio pulou no canto esquerdo para fazer a defesa com segurança.

A única chegada que levou mais perigo ao gol paraguaio aconteceu em finalização do zagueiro Felipe da entrada da área, aos 36 minutos, mas o arremate passou à esquerda da meta defendida por Aguilar.

O Guaraní respondeu quatro minutos depois, aos 40. Benítez desceu pela esquerda, invadiu a área e bateu na saída de Cássio. Gil conseguiu fazer o corte quase em cima da linha.

O Guaraní voltou para a segunda etapa disposto a mexer no marcador. Com menos de um minuto Benítez arriscou da entrada na área e Cássio fez a defesa.

No ataque seguinte a bola foi cruzada na área do Corinthians, Cássio saiu mal do gol e Santander teve a chance de fazer o primeiro, mas cabeceou por cima do travessão.

Aos 11 minutos, em bola lançada no ataque do Guaraní, Santader ganhou na disputa de corpo com Felipe e teve a chance de finalizar, mas o arremate subiu demais.

O gol paraguaio saiu no lance seguinte. Aos 14 minutos, o artilheiro da Libertadores com seis gols cobrou falta da intermediária em chute forte, Cássio caiu mal para a defesa e a bola passou por baixo do corpo do camisa 12 para entrar no canto direito.

No minuto seguinte, aos 15, o Corinthians quase chegou ao empate. Luciano recebeu na esquerda e cruzou para Guerrero, que desviou e a bola passou perto do gol.

Aos 26 minutos o Corinthians criou sua melhor oportunidade. Após bate e rebate na área, Fábio Santos finalizou cruzado e a bola explodiu na trave esquerda.

O Guaraní chegou ao segundo gol aos 36 minutos, em rápido contra-ataque o atacante Contrera foi lançado, venceu Felipe na corrida e bateu cruzado no canto direito de Cássio, sem chances de defesa para o goleiro do Corinthians.

No minuto final o Corinthians ainda quase diminuiu, em bola cruzada na área o zagueiro Gil cabeceou e a bola passou perto da trave esquerda.

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Fábio Santos; Ralf (Bruno Henrique), Elias, Jadson (Malcom), Renato Augusto e Luciano (Danilo); Guerrero
T.: Tite

GUARANÍ
Aguilar; Patiño, Cáceres e Maldonado; Filippini (Contrera), Palau, De la Cruz, Mendoza e Bartomeus; Benítez (Juan Aguilar) e Santander (Fernández)
T.: Fernando Jubero
Estádio: Defensores del Chaco, em Assunção (Paraguai)
Árbitro: Daniel Fedorzuck (Uruguai)
Gols: Santander, aos 14, e Contrera, aos 36 min do 2º tempo
Cartões amarelos: Felipe e Fábio Santos (C)

Folha.com

Comentários

comentários