Corinthians fura retranca, bate o Santos e chega à terceira vitória

Giovanni Augusto impediu que o clássico entre Corinthians e Santos, nesta quarta-feira, na arena em Itaquera, pela quinta rodada do Brasileirão, terminasse com um insosso 0 a 0 no placar. O gol marcado pelo corintiano na vitória por 1 a 0 do Timão deu os três pontos ao time que, apesar das falhas na criação, esteve sempre no ataque. Já o Peixe, que optou por escalação cautelosa, pagou o preço de não tentar encarar o rival de igual para igual (os desfalques prejudicaram, é claro).

Timão vence o Santos por 1 a 0 (Foto: Globo Esporte)
Timão vence o Santos por 1 a 0 (Foto: Globo Esporte)

A vitória deixa o Corinthians na terceira colocação, com dez pontos. Já são três vitória seguidas (bateu também Ponte Preta e Sport). O Santos, com quatro em cinco rodadas, segue em zona intermediária e já tem três derrotas no campeonato.

Dorival Júnior optou por escalar o Santos sem atacantes. Mesmo assim, a primeira chance real de perigo foi do Peixe. Renato, aos três minutos, dominou na grande área e chutou. Walter fez boa defesa. Depois, só deu Corinthians. Cristian tentou de longe, e Vanderlei quase vacilou. Na sequência, o goleiro fez grande defesa em cabeçada de Luciano. Recuado, o Santos não deu trabalho. Apesar da maior posse de bola, o Timão também não criou. Porém, trocou bons passes e dominou as ações ofensivas.

Na etapa final, o panorama seguiu o mesmo. Mas com ajuda da defesa adversária, Vilson ficou com a bola após escanteio e chutou à queima-roupa, aos 17. Vanderlei salvou. Tite e Dorival tentaram mudar, mas o Corinthians não conseguia acertar a criação, e o Santos, com proposta defensiva, não achava espaço. Na falta de criação, então, teve de ser na garra. Aos 36, Guilherme cruzou e, após dois desvios de cabeça (de Felipe e Cristian), Giovanni Augusto fez para o Timão.

Comentários

comentários