Coreia do Norte anuncia primeiro teste com bomba de hidrogênio

Teste foi ordenado pessoalmente pelo dirigente norte-coreano, Kim-Jong-Un - Foto: Jornal do Brasil
Teste foi ordenado pessoalmente pelo dirigente norte-coreano, Kim-Jong-Un

A Coreia do Norte anunciou nesta quarta-feira (6/1) a realização do primeiro teste com uma bomba de hidrogênio, muito mais potente que a atômica.

O anúncio provocou várias condenações ao redor do mundo. Países vizinhos, como Coreia do Sul e Japão, assim como França e Reino Unido condenaram o teste. A Casa Branca prometeu uma reação apropriada às “provocações” norte-coreanas. A China, principal aliada da Coreia do Norte, também expressou “firme oposição” ao teste.

O Conselho de Segurança da ONU anunciou que realizará uma reunião de emergência nesta quarta-feira em Nova York.

Nas regiões chinesas mais próximas ao centro de testes nucleares da Coreia do Norte, vários edifícios foram evacuados depois que os moradores “sentiram claramente os abalos”, informou a imprensa estatal.

De acordo com informações do governo, o teste foi ordenado pessoalmente pelo dirigente norte-coreano Kim Jong-un dois dias antes de seu aniversário.

“O primeiro teste com bomba de hidrogênio da República foi realizado com sucesso às 10h (23h30 Brasília)”, anunciou a TV estatal norte-coreana.

“Após o pleno sucesso da nossa bomba H histórica, nos juntamos ao grupo dos estados nucleares avançados”, disse o apresentador da TV estatal, antes de explicar que o teste envolveu um dispositivo em “miniatura”.

A bomba de hidrogênio, ou termonuclear, utiliza a técnica da fusão nuclear e produz uma explosão muito mais potente que uma deflagração por fissão, gerada apenas por urânio ou plutônio.

Fonte: Jornal do Brasil

Comentários

comentários