Conmebol recusa recurso do Boca Juniors sobre punição

Após ser eliminado da Copa Libertadores, o Boca Juniors tentou entrar com um recurso para mudar a punição imposta pela Conmebol. Porém, a entidade sul-americana se negou a fazer qualquer mudança na punição. Sendo assim, o Boca continuará fora da Libertadores e terá que cumprir também as outras punições impostas.

O problema inicial aconteceu na quinta-feira passada, na Bombonera, onde um torcedor do Boca disparou gás de pimenta em jogadores do River, o que causou a suspensão da partida. No sábado, a Conmebol anunciou a punição para o time da casa: eliminação da Libertadores, multa de US$ 200 mil (R$ 600 mil) e perda de quatro mandos em jogos internacionais.

O presidente do clube, Daniel Angelici, esteve em Assunção para acompanhar o anúncio da punição na sede da Conmebol e imediatamente prometeu que entraria com recurso: “vamos apelar da sanção. Não estou de acordo com o que aconteceu. Deveríamos jogar os 45 minutos que faltaram”, disse o dirigente.

Mas a Conmebol encerrou o assunto nesta terça. Sendo assim, o River Plate vai enfrentar o Cruzeiro nas quartas de final da Libertadores, a partir desta quinta-feira.

Terra

Comentários

comentários