Confira imagens da Superlua ao redor do mundo

Nesta segunda-feira (14), a Lua está 27.891 quilômetros mais perto da Terra do que o normal. É a menor distância a separar nosso planeta do satélite natural em mais de seis décadas, o que proporciona um verdadeiro espetáculo para observadores. Surfistas também poderão contar com ondas maiores que o normal no mundo todo.

Superlua é avistada atrás da estátua de Victoria e sua coroa de louros em Berlim, na Alemanha1/7Foto: EFE
Superlua é avistada atrás da estátua de Victoria e sua coroa de louros em Berlim, na Alemanha Foto: EFE

As chamadas Superluas são relativamente comuns e acontecem em média a cada 14 meses. Elas são assim batizadas quando sua fase cheia coincide com o perigeu – o ponto mais perto da Terra ao longo de sua órbita elíptica.

A Superlua ao nascer na cidade de Hobart, na Austrália2/7Foto: Getty Images
A Superlua ao nascer na cidade de Hobart, na Austrália Foto: Getty Images

A Superlua desta segunda-feira é especial pois a última vez que o satélite chegou assim tão pertinho da Terra foi em 1948. Segundo os astrônomos, ela estará a “apenas” 356.509 quilômetros da Terra (a distância normal é de 384.400 quilômetros).(TERRA)

A Superlua é vista por trás das montanhas em Venice Beach, na Califórnia (EUA)7/7
A Superlua é vista por trás das montanhas em Venice Beach, na Califórnia (EUA)
Superlua em Utah, nos Estados Unidos6/7
Superlua em Utah, nos Estados Unidos
Superlua é vista por trás da igreja de Nossa Senhora da Conceição no norte de Portugal5/7
Superlua é vista por trás da igreja de Nossa Senhora da Conceição no norte de Portugal
Superlua é vista através da Propylaia da antiga Acrópole de Atenas, na Grécia4/7
Superlua é vista através da Propylaia da antiga Acrópole de Atenas, na Grécia
Superlua é vista por trás do foguete Soyuz na base de Baikonur, no Cazaquistão3/7Foto: Getty Images
Superlua é vista por trás do foguete Soyuz na base de Baikonur, no CazaquistãobFoto: Getty Images

Comentários

comentários