Conar libera propaganda da Bombril que ‘revoltou’ homens

Em agosto, o órgão recebeu 14 reclamações de consumidores – em sua maioria homens – que se sentiram ofendidos por comercial que os chamam de ‘diva-gar’

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) arquivou nesta quinta-feira o processo de representações contra o filme Comparação, da campanha da Toda Brasileira é uma Diva, da Bombril. De acordo com nota divulgada pela empresa, a Segunda Câmara do Conselho de Ética do Conar julgou a representação feita oficialmente por 14 consumidores (sendo 13 homens), e decidiu por unanimidade o arquivamento do processo.

A Segunda Câmara do Conselho de Ética do Conar decidiu por unanimidade o arquivamento do processo(YouTube/Reprodução)
A Segunda Câmara do Conselho de Ética do Conar decidiu por unanimidade o arquivamento do processo(YouTube/Reprodução)

Em agosto, alguns homens se sentiram ofendidos com a propaganda da Bombril, estrelada por Ivete Sangalo, Monica Iozzi e Dani Calabresa. A peça, que faz piada com quem é do gênero masculino, virou alvo de investigação do Conar, após alegarem “discriminação” e “ofensa à figura masculina”. O comercial faz um trocadilho ao dizer que toda mulher é uma diva, e todo homem é ‘diva-gar’. Com o arquivamento do processo, a propaganda seguirá sendo veiculada na TV aberta.

Segundo a Bombril, o vídeo Comparação foi estrategicamente desenvolvido para valorizar o protagonismo feminino e provocar os homens a participarem da divisão das tarefas domésticas, com o humor sempre presente em todas as suas campanhas.

Em 2011, o Conar julgou – e também arquivou – um caso parecido, em que, em uma propaganda da Bombril, Marisa Orth, Dani Calabresa e Monica Iozzi comparavam os homens a cachorros, sugerindo que eles fossem adestrados.

 

Comentários

comentários