Com show de Nilmar, Inter humilha La U e encaminha vaga

Em poucos minutos, o Inter já tinha aberto uma vantagem confortável no Estádio Nacional de Chile, no confronto com a Universidad de Chile, válido pela quinta rodada do Grupo 4 da Copa Libertadores. Com uma ótima atuação de Nilmar, autor de dois gols e uma assistência só no primeiro tempo, o time gaúcho goleou nesta quinta-feira por 4 a 0 fora de casa e encaminhou a vaga às oitavas de final do torneio continental. Veja como foi a partida minuto a minuto.

Valdívia fechou o placar no segundo tempo Foto Terra
Valdívia fechou o placar no segundo tempo Foto Terra

Com a vitória, o Inter recuperou a frente na chave, já que o The Strongest havia vencido o Emelec na quarta-feira e ido aos nove pontos. Com dez, o clube colorado está isolado na ponta, enquanto o adversário desta quinta-feira ficou com três e acabou eliminado da competição. Os comandados de Diego Aguirre não garantiram a classificação, mas podem alcançá-la em caso de empate na última rodada, contra os bolivianos no Beira-Rio, às 17h30 (de Brasília) da próxima quarta-feira.

Disposto a retomar a liderança do grupo, o clube gaúcho apostou em forçar o erro dos chilenos para alcançar a vitória. Foi na base da pressão no campo de defesa que Johnny Herrera recebeu passe de Corujo, não acreditou na velicidade de Nilmar e deixou que o atacante colorado o desarmasse e abrisse o placar aos 8min em um só toque dentro da pequena área.

O gol desestabilizou a Universidad de Chile, que partiu para cima e deixou espaços para os gaúchos contragolpearem. Foi em um contra-ataque quatro minutos depois que Nilmar carregou pela esquerda e rolou para Eduardo Sasha chutar de primeira e ampliar.

Satisfeito com a vantagem, o Inter deixou o adversário vir para cima e marcou mais um dando um bote no contragolpe. Nilmar partiu em velocidade na intermediária rival, gingou para cima de dois defensores e perdeu a bola. O atacante não desistiu da jogada, esticou o bico do pé esquerdo e cucutou o esférico para o fundo das redes, sem dar tempo para Johnny Herrera reagir.

O resultado estava praticamente garantido na etapa complementar, mas o Inter não tirou o pé quando teve a oportunidade de marcar mais gols. Logo aos 4min, Nilmar foi enfiado em velocidade e derrubado por Corujo dentro da área. A arbitragem apontou o pênalti, mas Herrera se redimiu do erro na etapa inicial e defendeu a cobrança de D’Alessandro.

O goleiro chileno, no entanto, voltou a falhar minutos depois. Eduardo Sasha acionou Valdívia na entrada da área, o meia fintou a marcação no domínio e bateu fraco de pé esquerdo. Herrera ajoelhou, se posicionou para a defesa, mas deixou passar entre as pernas, decretando a goleada que eliminou sua equipe da competição continental.

Nilmar

Esbanjando disposição e velocidade, Nilmar se firmou como nome da noite após um primeiro tempo excelente. O atacante colorado cumpriu com perfeição a pressão na saída de bola de La U e marcou duas vezes em desarmes, um em Herrera e outro em Pereira.

A explosão e agilidade foram demonstradas no 3 a 0, no qual ele atravessou metade do campo em arrancada, na jogada do 2 a 0, quando ele partiu em velocidade pela direita antes de rolar para Eduardo Sasha, e no pênalti sofrido no segundo tempo, lance no qual ele deixou Corujo para trás e sofreu carrinho dentro da área.

TERRA

Comentários

comentários