Com ‘mistão’, Flamengo perde para o Palestino e se despede da Sul-Americana

Flamengo se dedicará exclusivamente ao brasileirão (Reprodução - ESPN)
Flamengo se dedicará exclusivamente ao brasileirão (Reprodução – ESPN)

A partir desta quarta-feira, o Flamengo concentrará todos os seus esforços na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro. Isso porque o time carioca está eliminado da Copa Sul-Americana. Mesmo tendo conseguido uma importante vantagem de 1 a 0 sobre o Palestino-CHI fora de casa, no jogo de ida das oitavas de final, o Flamengo caiu na competição sul-americana. Contando com um ‘mistão’ nesta quarta-feira, em Cariacica, a equipe carioca perdeu por 2 a 1 para o Palestino e se despediu do torneio internacional.

Os chilenos abriram o placar aos 32 minutos do primeiro tempo. Valencia cobrou falta com força, a bola bateu na trave e Cereceda completou no rebote para o gol vazio. Ainda antes do intervalo, a equipe visitante ampliou. Aos 45 minutos, Leonardo Valencia arriscou o chute de longa distância, Muralha pulou atrasado e viu a bola entrar.

O Flamengo partiu com tudo para o ataque no segundo tempo e conseguiu descontar. Aos 18 minutos, Pará foi lançado na área, Valencia deu um carinho e atingiu só o jogador rubro-negro. Na cobrança do pênalti, Alan Patrick marcou, mas o Flamengo não teve forças para buscar o gol da classificação. O resultado, assim, acabou com uma invencibilidade de sete jogos do Flamengo no estádio Kleber Andrade, em Cariacica. Além disso, o Palestino tornou-se o primeiro time chileno a se classificar em uma competição sul-americana depois de ter perdido o primeiro confronto em casa.

Nas quartas de final, o time chileno enfrenta o ganhador do confronto entre San Lorenzo-ARG e La Guaíra-VEN. Na ida, a equipe argentina triunfou por 2 a 1. A volta ocorre nesta quinta-feira, na Venezuela. Eliminado em mais um mata-mata, o Flamengo muda o foco de novo para o Campeonato Brasileiro. No sábado, o time de Zé Ricardo enfrenta o São Paulo, às 16 horas, no Morumbi.

O jogo

O Flamengo partiu para o ataque e, logo aos dois minutos, Cirino cruzou da direita, Cereceda tentou cortar e quase enganou o goleiro González, mas a bola saiu. Comandado por Alan Patrick, o time carioca se comportava melhor em campo e tentava dar velocidade às ações ofensivas. Aos onze minutos, Fernandinho investiu pela esquerda e cruzou rasteiro, mas Guerrero chegou atrasado para a conclusão.

O Palestino se mostrava muito tímido e quase não aparecia na área rubro-negra. O primeiro chute da equipe chilena só aconteceu aos 19 minutos, em conclusão de Valencia que não levou perigo para o gol de Alex Muralha. O lance animou a equipe visitante, que voltou a incomodar aos 21 minutos em cabeçada de Banegas.

O time chileno começou a gostar do jogo, enquanto o Flamengo passou a errar muitos passes, permitindo que o adversário ficasse mais tempo com a bola. Aos 29 minutos, o Flamengo ameaçou com bom cruzamento de Cirino, mas Chiquinho cabeceou para fora, sem qualquer perigo para o gol de González.

Aos 32 minutos, o Palestino marcou o primeiro gol. Rafael Vaz derrubou Mazurek na entrada da área, Valencia bateu a falta e a bola se chocou com a trave. No rebote, o lateral Cereceda empurrou para a rede.

Depois de sofrer o gol, o time carioca passou a procurar o empate. Aos 37 minutos, após cruzamento de Alan Patrick, Guerrero cabeceou fraco, facilitando a defesa de González. A equipe chilena respondeu com um chute perigoso de Carvajal que encobriu o travessão de Muralha. Aos 43 minutos, o Palestino voltou a ameaçar, quando Mazurek fez boa jogada pela direita e cruzou. A bola encobriu Muralha, mas Pará chegou para aliviar o perigo.

Aos 45 minutos, o Palestino ampliou. O time chileno saiu em contra-ataque após péssima cobrança de falta executada pelo Flamengo e Valencia bateu da entrada da área. Alex Muralha pulou atrasado e a bola morreu na rede da equipe carioca.

O Flamengo voltou sem modificações para o segundo tempo. E aos cinco minutos, Alan Patrick investiu pela direita e cruzou fechado. O goleiro González saiu com precisão e afastou de soco. O time carioca seguiu atacando e o goleiro González apareceu bem em cruzamento perigoso de Chiquinho. Logo depois, o técnico Zé Ricardo tentou aumentar a força do ataque e trocou o volante Cuéllar pelo meia Mancuello.

Bem diferente do primeiro tempo, o Flamengo assumiu o controle da partida e partiu em busca da reação. O time chileno, muito retraído, tentava manter a vantagem. Apenas o atacante Valencia atuava avançado para ser lançado em velocidade.

A torcida se agitou com a entrada do atacante Emerson Sheik, autor do gol da vitória no jogo de ida, em Santiago. O veterano entrou na vaga do apagado Marcelo Cirino, que saiu muito vaiado. Na sua primeira participação, Sheik encheu o pé e obrigou González a praticar uma defesa difícil. Logo depois, o goleiro do time chileno voltou a brilhar ao defender um chute de Chiquinho.

De tanto pressionar, o Flamengo marcou o primeiro gol aos 20 minutos. Pará foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti, que Alan Patrick converteu com categoria. Empurrada pela torcida, a equipe carioca partiu em busca do gol do empate. Paolo Guerrero também deixou o campo para a entrada de Felipe Vizeu e o peruano deixou o campo bastante aplaudido, apesar da atuação apenas discreta. Muito retraído, o Palestino só voltou a aparecer na área flamenguista aos 40 minutos, em chute de Benegas que foi defendido, com dificuldade, por Alex Muralha.

Aos 40 minutos, a equipe chilena teve a chance de liquidar a fatura quando Valencia, dentro da área, encheu o pé e a bola se chocou com a trave de Alex Muralha. Logo depois foi a vez de Banegas chutar cruzado, com grande perigo.

Aos 45 minutos, o Palestino desperdiçou outra grande oportunidade. Valencia chutou, a bola bateu na zaga e voltou para Mazurek, que chutou para fora quando tinha tudo para marcar. Mesmo assim, a classificação foi confirmada para os chilenos com o apito final.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 1 X 2 PALESTINO-CHI

Local: Estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES)
Data: 28 de setembro de 2016 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Diego Haro (Peru)
Assistentes: Braulio Cornejo (Peru) e Victor Paez (Peru)
Cartões Amarelos: Rafael Vaz., Chiquinho(Fla); Diego Torres(Pal)
GOLS:
FLAMENGO: Alan Patrick, aos 20 minutos do segundo tempo
PALESTINO: Cereceda, aos 32 minutos e Valencia, aos 46 minutos do primeiro tempo;

FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Juan, Rafael Vaz e Chiquinho; Gustavo Cuéllar (Mancuello), Márcio Araújo, Alan Patrick e Fernandinho; Marcelo Cirino (Emerson Sheik) e Guerrero (Felipe Vizeu). Técnico: Zé Ricardo

PALESTINO: González, Sierralta, Ezequiel Luna, Vidal e Cereceda; Esteban Carvajal, Agustín Farías, Mazurek e Diego Torres; Valencia
(Oyarzún) e Benegas(Paredes). Técnico: Nicolas Córdova

Comentários

comentários