Com lindo gol de Egídio, Palmeiras vence Fluminense no Maracanã

Lance!

Sem muito esforço, o inteligente time do Palmeiras bateu um desorganizado Fluminense no Maracanã com um lindo gol de Egídio de fora da área. A vitória por 1 a 0 manteve a equipe visitante firme no G4 do Brasileirão enquanto os tricolores ligaram o sinal de alerta com a zona de rebaixamento. A torcida da casa, que comemorou classificação heroica na última semana, vaiou os jogadores na saída de campo.

Desde os primeiros minutos, quem teve a iniciativa do jogo foi o time visitante. O veloz trio de ataque palmeirense formado por Dudu, Deyverson e Willian percebeu a fragilidade defensiva do Fluminense e explorou. Antes dos 10 minutos, duas bolas nas costas da atrapalhada dupla Frazan e Nogueira que Willian certamente marcaria se não fossem as coberturas de Léo e Lucas.

Nos minutos seguintes, o jogo ficou morno. A equipe de Cuca, mesmo dominando o meio de campo, não arriscava. E Abel mantinha o time fechado, tentando sair no contra-ataque – o que não aconteceu. Scarpa e Robinho, as peças de ligação, foram anulados no primeiro tempo por Mayke e Egídio.

Os espaços na defesa tricolor, mesmo protegida por três volantes, começaram a aparecer no fim da primeira etapa. Com muito mais volume, o Palmeiras chegou: após cruzamento na área, a zaga afastou e caiu nos pés de Egídio. De fora da área, o camisa 6 teve tempo para pensar e acertar o ângulo de Júlio César, em gol muito parecido com o de Ramon, do Vasco, contra o mesmo Flu há algumas rodadas.

A vantagem no intervalo era tudo que o Palmeiras precisava. A volta para o segundo tempo foi calculada e bem executada, principalmente por Moisés. O Tricolor, ansioso, buscou o gol de empate de forma desorganizada, facilitando o trabalho dos volantes Jean e Tchê Tchê. Nem mesmo as entradas de Wellington e Sornoza, titulares no início do ano, surtiram efeito.

O Palmeiras, como visitante, mandou na partida com inteligência e não precisou de muito para suportar a pressão. O Fluminense, precisando dos três pontos, se atirou nos minutos finais, tentando mais do mesmo. Festa dos alviverdes no Maracanã e frustração dos tricolores, cada vez mais preocupados com a temida zona de rebaixamento.

Comentários

comentários