Com até pintura do meio-campo, Grêmio faz 6 na Chape e é 2º

GAZETA ESPORTIVA/JN

Mesmo jogando fora de casa, o Grêmio não tomou conhecimento e fez 6 a 3 na Chapecoense, na noite desta quinta-feira, em partida realizada em Chapecó, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols gremistas foram marcados por Michel (duas vezes), Everton (duas vezes) e Luan. Pela Chape, Reinaldo, Luiz Antônio e Arthur Caíke balançaram as redes. O jogo foi repleto de lances curiosos e arbitragem confusa.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Com o resultado, o Grêmio assume a vice-liderança do Brasileirão com 12 pontos, um ponto atrás do líder Corinthians. Já o índio Condá, que entrou em campo defendendo a liderança da tabela, cai para a quinta colocação, com 10.

O confronto entre as duas equipes foi adiado pela CBF devido ao mau tempo na cidade de Chapecó, o que ocasionou o atraso dos times até o município que tiveram que viajar de Porto Alegre até Chapecó de ônibus.

O Grêmio teve a ausência do zagueiro Pedro Geromel que estava com febre e gripado. Além dele, o meia Gastón Fernández sentiu dores na região lombar e não viajou para o confronto. Já a Chapecoense teve o retorno do zagueiro Luiz Otávio.

O JOGO

O Grêmio iniciou o jogo tentando se adaptar com as condições do gramado molhado. Já, a Chapecoense utilizou a velocidade e a troca de passes para em três minutos finalizar duas vezes a gol de fora da área. A partida estava muito truncada no meio de campo com passes errados e faltas.

Os times no conseguiam penetrar na área adversário com a bola no pé e aproveitando o campo molhado, arriscavam finalizações de longe. Em boa escapa pelo meio, o volante Michel carregou a bola e arriscou de longe. O chute passou perto do gol. Depois foi a vez da Chape, distante da meta, Luiz Antônio concluiu.

Aos 20 minutos, o gol do Grêmio pegou todos de surpresa. O volante Michel recebeu no meio de campo, passou pelo círculo central e tentou lançar. O goleiro Jandrei estava bastante adiantado e sem querer a bola encobriu o defensor balançando as redes. Após a partida, o próprio gremista admitiu que a finalização não era a sua intenção, e sim um lançamento em profundidade.

O segundo gol tricolor veio em seguida, aos 26 minutos. O lateral Léo Moura sofreu falta dura na entrada da área. Luan cruzou com perfeição e o volante Michel desviou de cabeça para o fundo do gol.

A Chape descontou aos 34 minutos em um lance polêmico. Em cobrança de falta, Luiz Antônio cruzou a bola na área, ela passou por todos e foi em direção ao gol. Grohe defendeu se atirando para trás e o juiz entendeu que a redonda entrou para debaixo das traves.

Antes do árbitro apitar o final do primeiro tempo, a Chape teve uma ótima oportunidade de ir para os vestiários com o resultado igual, mas parou no zagueiro Kannemann. Em confusão na área, o venezuelano Seijas ficou cara-a-cara com o goleiro Marcelo Grohe e finalizou por baixo do defensor, mas quase em cima da linha Kannemann apareceu afastando.

SEGUNDO TEMPO

Os dois times não fizeram modificações para a segunda etapa. A Chape iniciou buscando o empate. Em cobrança de lateral de Reinaldo, o goleiro Marcelo Grohe saiu mal e a bola sobrou para Wellington Paulista que finalizou para fora.

Em pouco menos de dois minutos, o Grêmio marcou dois gols. Aos 14 minutos, Lucas Barrios sentiu dores e sai. Everton entrou no lugar e no primeiro toque na bola o jogador encobriu o goleiro Jandrei ampliando o marcador gremista. No minuto seguinte, Everton foi lançado novamente pela direita, invadiu a área e fez o quarto gol do Grêmio na partida.

A Chapecoense tentou responder com Apodi. O lateral carregou a bola para a entrada da área e finalizou com força passando sob o gol.

Aos 27 minutos, o juiz assinalou pênalti para a Chape depois da bola bater no braço de Bruno Cortéz. O lateral Reinaldo bateu no canto esquerdo e descontou para o Índio Condá.

Após descontar, a Chapecoense se jogou para o ataque e o Grêmio apostou no contra-ataque. E num deles, aos 35 minutos, Everton recebeu de Luan, invadiu a área e fez o terceiro dele no jogo, o quinto do Tricolor na partida.

A Chape voltou a descontar aos 44 minutos depois de cruzamento para a área, Arthur Caíke, livre, cabeceou sem chances para o goleiro Marcelo Grohe. Era o terceiro tento da Chapecoense.

Um minuto depois, outro gol do Grêmio. Em jogada de velocidade, Luan tabelou com Ramiro, entrou na área e concluiu por baixo do goleiro Jandrei fazendo o sexto gol gremista na partida.

O próximo jogo da Chapecoense vai ser contra a Ponte Preta, às 16h (de Brasília), deste domingo, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O Grêmio volta a campo na segunda-feira às 20h (de Brasília), contra o Bahia, na Arena, em confronto que encerra a 6ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 3 X 6 GRÊMIO

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Data : 08 de junho de 2017, quinta-feira

Horário: 20h (de Brasília)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)

Assistentes: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos do PR)

Público: 14.403

Renda: R$ 639.175,00

GOLS:

CHAPECOENSE: Luiz Antônio, 34 minutos do primeiro tempo; Reinaldo, aos 27 minutos do segundo tempo; Arthur Caíke, aos 44 do segundo tempo

GRÊMIO: Michel, aos 20 e 26 minutos do primeiro tempo; Everton, aos 14, 15 e 35 minutos do segundo tempo; Luan, aos 45 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS

CHAPECOENSE: Wellington Paulista, Apodi, Andrei Girotto, Rossi

GRÊMIO: Walter Kannemann, Bruno Cortéz, Marcelo Grohe

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Luiz Otávio, Victor Ramos, Reinaldo; Andrei Girotto, Luiz Antônio (Osman Júnior), Seijas (Túlio de Melo); Rossi, Arthur Caíke e Wellington Paulista (Nadson).

Técnico: Vágner Mancini

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Edílson), Rafael Thyere, Walter Kannemann, Bruno Cortéz; Michel, Arthur, Ramiro, Luan, Pedro Rocha (Maicon); Lucas Barrios (Everton).

Técnico: Renato Portaluppi

Comentários

comentários