Claudia Rodrigues relembra assalto: “não mata a minha filha”

Claudia Rodrigues relatou os momentos de pânico que viveu em uma tentativa de assalto em Curitiba (Paraná), no último dia 15. Em entrevista ao repórter Vinícius Dônola e exibida no Domingo Espetacular desse domingo (24), a humorista contou ter implorado para um bandido não matar sua filha, Isabela, de 14 anos.

As duas e a empresária da atriz, Adriane Bonato, foram rendidas quando estavam em um carro no bairro de Santa Felicidade voltando de uma festa. Dois homens se aproximaram do veículo e um deles anunciou o assalto. “Ele bateu no vidro e eu olhei para ela (Adriane) perguntando ‘o que eu faço?'”, iniciou a comediante submetida a um transplante de célula-tronco no ano passado. “A Isa começou a gritar quando viu a arma. Ele foi muito agressivo. Só falei ‘calma, Isa. Não grite e não tenha reação porque eles podem atirar”, acrescentou a empresária.

1636935-claudia-rodrigues-recordou-a-tentativa-d-650x488-3

“Um dos bandidos estava com a arma na cabeça dela falando ‘sai, senão vou atirar. Vocês vão morrer de qualquer jeito’. A minha intenção era sair do carro, dar a volta e ajudar a Claudia”, continuou Adriane. “Só escutei um barulho muito forte e ela gritando ‘ai, meu pé!’ e começou a chorar. Ele jogou a Claudia com tudo para o meio-fio”, afirmou a empresária.

Assaltante pisou no pé da atriz

Já caída no asfalto, a eterna Marizete da série A Diarista teve o pé pisado por um dos bandidos. ‘Quando um deles me puxou eu falei ‘pera aí, cuidado com a minha perna’. Não sei o que aconteceu foi como se tivesse dobrado a minha perna. Meu pé meio que virou. Um deles perguntou: ‘é o pé?’. Aí ele foi e pisou no meu pé. Lógico que fez de propósito. Sabia que ia doer. Mas acho que nem pensa”, ponderou a atriz, que vinha andando com o auxílio de um andador.

Apesar da fratura na fíbula (osso da perna), não vai ser preciso uma cirurgia. Ao avançar para cima de um assaltante, Adriane acabou agredida por um segundo. E foi nesse momento que o outro apontou a arma para Isabela. “O outro falou ‘começa pela pequena’. Ele foi na cara da Isa e ela começou a gritar pela mãe. Ele falou ‘cala a boca, garota. Você vai morrer!’. A gente viu que ele ia apertar. Estava totalmente fora dele, louco. A expressão é essa”, relatou a empresária, com quem Claudia festejou seu aniversário em junho.
Bandidos não levaram nada

Desesperada, a humorista retirou a máscara cirúrgica que usava. “Falei ‘pelo amor de Deus, me mata, mas não mata a minha filha. Ela tem 14 anos. Você para com isso. Você deve ter filhos'”, lembrou sem conter as lágrimas. Foi nesse momento que a comediante acabou reconhecida. “Ele gritou ‘Talia? Claudia Rodrigues? Começou a tremer como um fã próximo ao ídolo. Foi o que salvou ela e a gente”, disse Adriane lembrando a personagem interpretada pela atriz na Escolinha do Professor Raimundo .

Após ser reconhecida, a atriz pediu que a dupla levasse seus pertences. “‘Quer levar o carro? Leva. Leva tudo’. Eu tinha bolsa, cartão, cheque e um monte de coisa. ‘Mas pelo amor de Deus, não tira a vida da minha filha'”, recordou a mãe de Isa. A dupla não levou nada e Claudia prestou queixa em delegacia da Gávea (zona sul do Rio). Com a fratura na fíbula, a atriz vai ficar 45 dias com o pé engessado e não tem previsão de voltar aos exercícios físicos. “Para nós foi uma tragédia”, resumiu a empresaria.

Terra

Comentários

comentários