Circuito Dança no Mato 2016 leva coreografias para Sonora, São Gabriel e Rio Verde esta semana

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) promove a 9ª edição do Circuito Dança no Mato. As apresentações são gratuitas e esta semana é a vez de Sonora, São Gabriel do Oeste e Rio Verde de Mato Grosso.

O Circuito Dança no Mato consiste em uma caravana de espetáculos de dança pelo interior do Estado. Começou em 2007 e a última edição foi em 2014, atingindo na primeira edição cinco municípios, e na última, 15 municípios por ano. De 2007 a 2014, o circuito passou por Rio Negro, Costa Rica, São Gabriel do Oeste, Três Lagoas, Brasilândia, Corguinho, Coxim, Dourados, Naviraí, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rochedo, Aparecida do Taboado, Aral Moreira, Bodoquena, Cassilândia, Sidrolândia, Iguatemi, Ivinhema, Nioaque, Paranaiba, Corumbá, Jardim, Rio Verde, Paraíso das Águas, Porto Murtinho, Mundo Novo, Paranhos, Alcinópolis, Amambai, e Nova Andradina. O público atingido foi de 34.300 pessoas.

Os grupos participantes foram: Cia de Artes Anhanguera – Uniderp, Cia Dançar, Domi – Cia de Dança, Expressão de Rua, Funk-se, Grupo Bailah, Streetpop, Grupo Jovem Beatriza de Almeida, Zoe – Cia de Dança, Grupo Litani, Cia do Mato, Cia Dança Urbana, Cia Dançurbana – Espetáculo Singulares, Conectivo Corpomancia – Espetáculo Maria, Madalena, Cia do mato – Espetáculo: Monólogos da Dor, Casemiro Vicente, Nizael Almeida, Paulo Paim e Stélio Constantino Barbosa – Apresentação Mulher/Minenóptera, Zoe escola de Dança, Simbiose Street Dance, Cia Dançar, Grupo de Dança Isadora Duncan e Bailah Grupo de Dança.

Esta semana, o circuito passa por Sonora, no dia 22 de setembro, na Concha Acústica do Parque da Cidade, às 19 horas; por São Gabriel do Oeste, no dia 23, no Centro de Eventos Felipe Eduardo Grimm, às 19h30, e por Rio Verde de Mato Grosso, no dia 24, no Ginásio Éder Rodovalho Maciel, às 18 horas. Serão apresentadas coreografias do Grupo Jovem Beatriz de Almeida , do Grupo Streetpop e da Cia Movimento Dance Sonora).

O Grupo Jovem Beatriz de Almeida vai apresentar as coreografias Coppelia (trecho do terceiro ato do balé de repertório Coppelia), Pas de Deux e Coda (do balé de repertório de Diana e Acteon) e Alegro (coreografia neoclássica inspirada nas composições de Edvard Grieg). O Grupo Jovem Beatriz de Almeida foi criado por suas diretoras Beatriz e Patrícia Almeida com o objetivo de capacitar e profissionalizar alunos que demonstram interesse e talento para a arte da dança.

grupo-jovem-beatriz-almeida-1
Grupo Jovem Beatriz de Almeida (Divulgação)

Para o Grupo Streetpop, tradicionalmente a música e a dança estão sempre juntas, a primeira sendo em geral dependente da segunda. O grupo tem como ponto de partida essa valorização das sonoridades, casando a dança mas também descasando-os, explorando sons ligados ao movimento hip hop de forma inusitada, e também sons que normalmente não seriam de forma alguma ligados às danças urbanas, já que, em se tratando de arte, não há limites, não já fórmulas. O grupo vai apresentar as coreografias Animália, Popbeat 02, 2015 e Hello Bitches.

A Cia Movimento Dance foi fundada em julho de 1998, no município de Sonora, sendo precursor de um grande movimento jovem na cidade, como uma ação entre amigos. O intuito era interagir com os jovens e a comunidade em uma forma de cultura, diversão e lazer. O grupo vai apresentar a coreografia Manifeste-se. Já se esqueceram dos R$ 0,20 centavos?, que aborda o tema das manifestações e traz figuras e símbolos como Brasília, políticos, manifestantes, agitação, correria, polícia e histórias contadas pela população. Outra coreografia é O sabor da dança ao mover a cana, que foca na matéria-prima forte de nosso Estado, a cana, desde o início de seu processo, a produção, o plantio e o corte, a colheita, o transporte, a moagem até chegar ao processo industrial valorizando o esforço do trabalhador e homenageando todos os que fizeram ou fazem parte do trabalho.

movimento-dance-foto-raquel-oliveira-e-raul-delvisio-1
Cia Movimento Dance (foto: Raquel Oliveira e Raul Delvizio)

A entrada para os espetáculos do Circuito Dança do Mato são gratuitas. Mais informações no Núcleo de Dança da Fundação de Cultura de MS pelo telefone (67) 3316-9169.

Comentários

comentários