Cesta básica de Campo Grande tem 6,05% de alta, a maior do país

O custo da cesta básica subiu 6,05% em Campo Grande no mês de abril. Esse valor é o maior do país, de acordo com pesquisa feita pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos). Das 18 capitais pesquisadas, apenas Manaus (-1,73%) apresentou retração no custo da cesta. O tomate foi o produto que apresentou maior variação de preço.

O tomate foi o produto que apresentou maior variação de preço.
O tomate foi o produto que apresentou maior variação de preço.

O preço total da cesta no mês de abril foi de R$ 347,48. Em relação ao mês de março, o aumento foi de R$ 18,81. A variação acumulada nos últimos 12 meses na Capital é de 5,10%.

Além do tomate, que apresentou variação de 45,98%, também foram registrados aumento de de preço na banana nanica (10,20%), leite (5,22%), pão francês (3,38%), óleo de soja (3,18%), carne bovina (2,37%), arroz (1,78%) e café em pó (0,79%).

Segundo o levantamento, a forte alta no preço do tomate pode ser explicada pelo período de entressafra do fruto combinado a crise hídrica com redução da área plantada.

Os produtos que apresentaram queda de preço foram a batata (-8,39%), feijão (-4,17%), açúcar (-3,66%), manteiga (-0,45%) e farinha de trigo (-0,41%).

O comprometimento líquido do salário para a compra da cesta básica foi de 47,93% em abril, um aumento de 2,73% a mais do que no mês anterior, que foi de 45,20%.

Comentários

comentários