CCZ realiza vacinação de cães e gatos nas regiões onde há colônias de morcegos

Agentes entregam panfletos de orientação a funcionários de comércio. (Foto: Divulgação)
Agentes entregam panfletos de orientação a funcionários de comércio. (Foto: Divulgação)

Continua sendo realizado nesta quinta-feira(28), o trabalho de vacinação contra raiva em cães e gatos, desenvolvidos pelos Agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonoze (CCZ), da Secretaria Municipal de Saúde Pública de Campo Grande. A ação tem o objetivo de atingir um raio de 300 metros no entorno do locais onde foram identificados cinco morcegos, quatro deles numa mesma colônia, infectados com o vírus da raiva.

Esta ação de bloqueio vai cobrir um perímetro de nove quadras da Avenida Afonso Pena, tendo como ponto de partida a esquina com a Rua Artur Jorge. Normalmente a campanha generalizada para imunizar os animais ocorre anualmente no mês de junho, porem houve a necessidade da vacinação é pontual devido aos recorrentes casos.

Os agentes são encarregados de distribuírem panfletos com informações sobre a raiva, além de vacinar todos os animais nessa região e prestar orientação às pessoas que moram ou trabalham em prédios onde há colônias de morcegos. Eles garantem a população que durante o dia, quando os morcegos estão agrupados, não oferecem risco. Entretanto o problema surge quando eles caem no chão.

De acordo com o agente Márcio Mario Olivas, um dos supervisores do trabalho de campo, a recomendação neste caso é de que os capturem e coloquem em algum recipiente, balde, lata, caixa de papelão e entrem em contato com o Centro de Controle de Zoonose para que seja feito o recolhimento do animal.

Sobre a raiva
A raiva é uma doença que pode ser transmitida do animal ao homem. É causada por vírus e é mortal tanto para o animal como para os seres humanos. É transmitida pela saliva de um animal doente através da mordida, arranhão ou lambedura. O cão e o gato são transmissores, mas outros animais como o morcego, o macaco e a raposa também podem ser transmissores da raiva. O último caso registrado de transmissão por animais domésticos para humanos em Campo Grande foi em 1968, ou seja, há 47 anos.

Serviço
Para orientações e retirada de morcegos que adentrarem as residências, o morador deve entrar em contato com o CCZ pelo telefone 3313-5000. O Centro esta localizado na Avenida Senador Filinto Müller, 1601 – Jd. Ipiranga e está aberto para a vacinação antirrábica em animais todos os dias, das 7h às 21h.

Com informações de Flávio Paes

Paulo Francis

Comentários

comentários