CBF resolve salários e projeta apresentação de Tite até terça-feira

A CBF não vê mais empecilhos para anunciar Tite oficialmente como o novo técnico da seleção brasileira. Após conversas entre terça (14) a sexta-feira (17), a confederação resolveu detalhes técnicos e financeiros com a nova comissão. Com nomes e salários definidos, a entidade agora pensa na apresentação do treinador.

Tite deve ser apresentado na terça-feira (Foto: UOL)
Tite deve ser apresentado na terça-feira (Foto: UOL)

A data ainda está indefinida, mas não chegará a ser um problema. Sem querer arrastar a novela que já dura quase uma semana, a CBF pretende apresentar Tite em sua sede logo no início da semana. Caso o anúncio saia ainda na manhã de segunda (20), a apresentação ocorreria já no mesmo dia. Na hipótese de ter a assinatura do contrato e oficialização via site oficial no final da tarde, o evento ocorrerá na terça-feira (21). Os envolvidos no caso, no entanto, asseguram que não passará disso.

“Tite está na ponte aérea [Rio-São Paulo] direto. Isso será rápido, não teremos problemas”, disse um alto dirigente da casa.

De acordo com pessoas da alta cúpula da CBF ouvidas pela reportagem, restam apenas trâmites burocráticos para que o anúncio ocorra. Com valores já definidos, o CEO da confederação, Rogério Caboclo, alinhou detalhes de cláusulas e premiações com o agente de Tite, Gilmar Veloz, nos últimos dias. Os dois foram responsáveis pela parte final da conversa – sinalizada pelos lados como positiva.

Além de Tite, o auxiliar do técnico, Cléber Andrade, e o novo coordenador da seleção, Edu Gaspar, terão contratos fixos com a CBF. Cientes do acerto, os três, inclusive, já trabalham em função do time brasileiro.

Sem falar em valores, as pessoas que acompanharam a negociação de perto informaram que a parte salarial não chegou a preocupar os envolvidos. O que se sabe é que Tite terá vencimento maior que os R$ 430 mil mensais do Corinthians.

A estreia do treinador à frente da seleção brasileira ocorrerá em setembro, nas rodadas das eliminatórias contra Equador e Colômbia – em Quito e Manaus, respectivamente, nos dias 2 e 6. Nos Jogos Olímpicos Rio-2016, o técnico será Rogério Micale. Mesmo sem comandar o time, Tite acompanhará o trabalho de perto. (UOL)

Comentários

comentários