Cavalieri é herói, Fluminense elimina Inter e vai à final da Primeira Liga

O Fluminense se classificou para a decisão da Primeira Liga ao derrotar o Internacional, em disputa de pênaltis, por 3 a 2, depois de um empate por dois gols no tempo normal da partida disputada nesta quarta-feira, no estádio Mané Garrincha. Agora, o Tricolor das Laranjeiras vai enfrentar o vencedor de Flamengo x Atlético-PR, que se enfrentam ainda nesta quarta-feira, em Juiz de Fora (MG).

Fluminense elimina o Internacional e vai a final (Foto: Gazeta Esportiva )
Fluminense elimina o Internacional e vai a final (Foto: Gazeta Esportiva )

O goleiro Diego Cavalieri acabou se tornando o herói tricolor ao defender duas cobranças.O jogo foi muito movimento e o resultado espelhou o rendimento das duas equipes durante os 90 minutos. Osvaldo marcou os dois gols do Fluminense, enquanto Vitinho anotou os tentos da equipe do Rio Grande do Sul.

Na disputa de pênaltis, Gustavo Scarpa, Cícero e Marcos Junior converteram suas cobranças, enquanto Felipe Amorim desperdiçou. Pelo lado do Inter, Sasha e Marquinhos anotaram. Vitinho, Jackson e Anderson desperdiçaram.

O jogo 

O primeiro tempo mostrou um Inter bem diferente do Campeonato Gaúcho: ao invés da pressão forte pelos lados e da velocidade, o Colorado mostrou uma defesa recuada e aposta na posse de bola nos contra-ataques. Enquanto isso, o Fluminense de Levir Culpi buscava jogadas pela lateral, aproveitando as infiltrações de Scarpa e Gérson dentro da área para finalizar.

Gérson quase abriu o placar aos quatro minutos do primeiro tempo, em um chute dentro da área. Outro lance de perigo do Fluminense aconteceu quando Osvaldo finalizou dentro da área aos 20 minutos. Porém, foi o Inter quem abriu o placar aos 24 minutos: após uma longa troca de passes na intermediária ofensiva, Artur cruzou para dentro da área, Anderson errou em bola e Vitinho pegou o rebote: 1 a 0.

O plano colorado era sustentar a pressão do Fluminense e jogar na velocidade nos contra-ataques, mas durou pouco. Aos 29 minutos, Osvaldo recebeu a bola no lado esquerdo da área, chutou e Muriel levou o gol no meio das pernas: 1 a 1.

Aos 33 minutos, Argel resolveu mudar a formatação do time: tirou Silva para colocar Marquinhos no ataque. O objetivo foi recuar Sasha para ajudar na armação das jogadas, mantendo Fabinho e Anderson no centro do meio campo. O Fluminense pressionou mais: chutou com Scarpa, Gérson e Magno Alves, e Muriel fez uma grande defesa em cabeceio de Gum aos 43 minutos.

No intervalo, Magno Alves saiu para a entrada de Marcos Júnior. O Fluminense manteve a pressão pelas laterais, tentando surpreender a zaga colorada. Aos 13 minutos, Jonathan passou por dois jogadores e fez um bom cruzamento para Marcos Júnior, que chutou para boa defesa de Muriel.

A pressão do Fluminense foi premiada aos 15 minutos; Wellington Silva recebeu um cruzamento e deu um passe de peito para Marcos Júnior, que dividiu com Jackson. A bola sobrou para Osvaldo, que ganhou a dividida com Ernando: 2 a 1.

Argel tentou melhor pressão ofensiva trocando Alex por Andrigo aos 21 minutos. O Inter tentava atacar, mas não encontrava espaços nem se movimentava o suficiente para abri-los. Enquanto isso, o Fluminense tinha dificuldades de encaixar contra-ataques.

Aos 31 minutos, Argel colocou o meia-atacante Raphinha no lugar do lateral Artur, tentando acelerar o jogo pelas pontas. Enquanto isso o Fluminense buscava reforçar a defesa com Felipe Amorim no lugar de Gérson.

O Inter ficou 50 minutos sem finalizar, entre os 31 minutos do primeiro tempo e os 36 minutos do segundo, quando Sasha aparou um cabeceio de Marquinhos. Ainda assim, a equipe colorada conseguiu o empate: aos 40 do segundo tempo, Sasha passou para Andrigo dentro da área. O garoto chutou e Diego Cavalieri deu rebote. Vitinho pegou e botou para dentro. 2 a 2.

Depois do gol, o Fluminense voltou a atacar. Com Douglas no lugar de Osvaldo, a equipe tricolor voltou a explorar as laterais, mas sem sucesso. O jogo foi para os pênaltis.

Nos pênaltis, Scarpa e Sasha acertaram as primeiras cobranças para Fluminense e Inter. Vitinho chutou a segunda na trave para o Inter. Cícero chutou no ângulo e deixou o Flu em vantagem. Marquinhos chutou forte no canto inferior esquerdo para o segundo gol do Inter. Marcos Júnior manteve a vantagem para o Flu com um chute forte no ângulo esquerdo. Diego Cavalieri defendeu o pênalti de Jackson, e Felipe Amorim só precisava acertar para levar o Flu à final, mas Muriel defendeu. Anderson precisava marcar para manter o Inter na disputa, mas perdeu o pênalti, com uma grande defesa de Diego Cavalieri; Fluminense classificado.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE (3) 2 x 2 (2) INTERNACIONAL

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Público: 6.474 presentes
Renda: R$ 306.470,00
Árbitro: Sandro Meira Ricci (RJ)
Assistentes: Carlos Berckenbrock (SC) e Rosnei Scherer (SC)

GOLS:
FLUMINENSE: Osvaldo aos 29 minutos do 1º tempo e aos 15 do 2º tempo.
INTER: Vitinho, aos 24 minutos do 1º tempo e aos 40 do 2º tempo;

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Gérson (Felipe Amorim), Scarpa e Osvaldo (Douglas); Magno Alves (Marcos Júnior)
Técnico: Levir Culpi

INTERNACIONAL: Muriel; William, Jackson, Ernando e Artur (Raphinha); Silva (Marquinhos), Fabinho, Anderson e Alex (Andrigo); Vitinho e Sasha
Técnico: Argel Fucks (Gazeta Esportiva)

Comentários

comentários