Carlão lança nome de Tereza Cristina como candidata a prefeita pelo PSB

O vereador Carlão (PSB) comunicou oficialmente na manhã desta terça-feira (15), em sessão da Câmara de Vereadores de Campo Grande, que o presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul), Ricardo Ayache, que trocou o PT e entrou recentemente no PSB, desistiu da candidatura a prefeito da Capital, da qual havia anunciado como candidato de concesso do partido.

A troca de partido, já havia ocorrido visando a disputa da prefeitura, onde Ayache inclusive foi acolhido nas hostes socialista e viabilizado como candidato de potencial ganho da agremiação. Contudo, agora meio de surpresa, ele saiu da disputa, alegando uma decisão pessoal, apontou o parlamentar.

Foto Lúcio Borges
Foto Lúcio Borges

“Ele comunicou a direção estadual de sua decisão que não houve qualquer interferência do partido. Ele entrou no partido para ser candidato e tinha uma boa chance de conquistar a prefeitura. Ou no minimo daria ao PSB um bom espaço, puxaria nossa chapa de vereadores, que visamos ampliar. Mas infelizmente ele alegou foro pessoal e já liberou o partido de seu nome “, disse Carlão.

Contudo, Carlão disse que o PSB vai ter ou tem que participar das eleições majoritária. E lançou a deputada federal Tereza Cristina como candidata. “O PSB tem que marcar posição, ir para disputa e mostrar sua grandiosidade, que hoje está cada vez melhor. Temos robustez e precisamos mostrar isto e ampliar, até porque quem não é visto não se estabelece e muito menos amplia”, apontou o vereador.

“Se não tiver candidato próprio, que é o que queremos, temos que no mínimo ser vice. Isto para alavancar o partido e dar garantia de termos êxito também na eleição de vereador, que projetamos ter até três eleitos”, acrescentou Carlão.

A deputada,em entrevista ao programa Tribuna Livre, da Capital FM, não assumiu a pré-candidatura, mas defende que o PSB participe ativamente do processo, até, eventualmente com um candidato na cabeça da chapa.

“Aqui em campo Grande e em MS nós precisamos fortalecer o partido, ter esse protagonismo. Assim, com certeza teremos um candidato à prefeitura de Campo Grande”, finalizou.

Matéria: Lúcio Borges

 

Comentários

comentários