Caravana da Saúde começa o cadastro de pacientes na cidade de Naviraí

A Caravana da Saúde iniciou nesta quinta-feira (26) os cadastros para a os atendimentos para a região de Naviraí, sétima microrregião a receber o projeto desde o início do ano.

Atendimento a paciente por profissionais da Caravana da Saúde (Foto: Divulgação)
Atendimento a paciente por profissionais da Caravana da Saúde (Foto: Divulgação)

A região é composta pelos municípios de: Ítaquiraí, Eldorado, Japorã, Mundo Novo, Juti, Iguatemi e Naviraí como cidade pólo.

No dia 5 de dezembro a Caravana realizará os atendimentos do Dia D e estará instalada na Avenida Bandeirantes próximo ao Estádio José Candido dos Santos Virote, o Virotão. Serão mais de 10 veículos desde carretas para os procedimentos oftalmológicos, atendimentos de instituições parceiras e consultórios.

A previsão é de que sejam realizadas 1100 consultas em diversas especialidades, 5 mil consultas oftalmológicas, 2100 cirurgias de catarata e 389 cirurgias com especialidades em Cirurgia Geral, Ginecologia e Ortopedia que serão realizadas no Hospital municipal de Naviraí.

Também estão previstas a realização de tomografias, ultrassonografias, mamografias, Endoscopias, além dos atendimentos odontológicos e a capacidade de cerca de 600 agentes comunitários de saúde e agente de endemias.

O cadastro pode ser feito através do site da Caravana da Saúde ou através da secretaria municipal de saúde e unidades de saúde dos municípios. Em sua sétima edição, a Caravana já soma mais de 200 mil procedimentos realizados e mais de 13 mil cirurgias realizadas.

O projeto conta com a participação de 37 parceiros, entre eles Tribunal de Justiça, Hospital de Câncer Alfredo Abraão, PROCON, Ministério Público Estadual, APAE, Exército entre outros.

A Caravana da Saúde é um programa do Governo do Estado voltado para a restruturação da saúde de Mato Grosso do Sul.

O objetivo é regionalizar os serviços de saúde fornecendo às cidades a estrutura necessária para que possam realizar atendimentos sem a necessidade de transferências para outras cidades além da realização de procedimentos para diminuir a fila de espera por atendimento, direcionando esforços para a melhoria do serviço de saúde do Estado.

 

Comentários

comentários