Campo-grandenses dão “jeitinho brasileiro” e burlam bloqueio do Whatsapp

Aquela frase que diz que brasileiro “sempre dá um jeitinho”, ficou comprovada na noite dessa quarta-feira (16), quando o aplicativo Whatsapp foi bloqueado por 48 horas no Brasil por ordem judicial.

Para burlar a ausência do Whatsapp, vários brasileiros baixaram “VPN Betternet”, que faz com que o aplicativo continue funcionando. Na região central da Capital, na manhã desta quarta-feira (17), foi possível encontrar várias pessoas que deram o famoso “jeitinho brasileiro”. A estudante Lorrayne Souza, 17 anos, baixou logo cedo o aplicativo. “Não consigo ficar sem o Whastapp. Se fico acordada 20 horas por dia, o celular estará na minha mão o tempo todo”, contou a estudante que assumiu ser refém do aplicativo.

Aplicativo já foi baixado por milhares de usuários. Foto: Kerolyn Araújo
Aplicativo já foi baixado por milhares de usuários. Foto: Kerolyn Araújo

Assim como Lorrayne, Luiz Henrique Santos, 14 anos, entrou na onda para burlar o bloqueio do aplicativo. “Já conhecia o VPN Betternet porque já tinha usado anteriormente quando o meu Whatsapp estava com problema. Ontem, no momento em que ele saiu fora do ar, eu já baixei o Betternet”, disse. Para o jovem, a pior parte de ficar desconectado é deixar de falar com as “meninas do bairro”.

Para o casal Bruna Hellen Souza, 21 anos, e Jonathan Regis Costa, 30 anos, será um problema de comunicação e, também, financeiro. Para o namorado, a ausência do aplicativo pesará mais no bolso. “Com o Whatsapp consigo falar com ela e com outras pessoas gastando apenas um valor, diferente da ligação que pagamos por chamada”, relatou Jonathan.

Para casal, Whatsapp é um meio mais barato de manter a comunicação. Foot: Kerolyn Araújo
Para casal, Whatsapp é um meio mais barato de manter a comunicação. Foot: Kerolyn Araújo

Quem não quer ficar desconectado do mundo virtual, existem outros aplicativos parecidos com o Whatsapp, como o Telegram, Viber, Skype, Messenger, Line e Hangouts.

Kerolyn Araújo

Comentários

comentários