Campo-grandense Tatiane Cravinho recebe mesada de Ricardo Teixeira

Em março, ela foi capa da “Playboy” de março sob a alcunha de ex-namorada de Ricardo Teixeira. Aos 36 anos, Tatiane Cravinho agora tenta voltar à rotina depois de curtir seus dias de celebridade. De volta a Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, depois de uma temporada em São Paulo, a ex-cabeleireira, que teve um relacionamento de nove meses com o ex-presidente da CBF, conta que cansou da vida na capital paulista.

Ricardo Teixeira proíbe ex de namorar jogador
Ricardo Teixeira proíbe ex de namorar jogador

“Fiz alguns trabalhos por causa da ‘Playboy’, mas é muito difícil viver em São Paulo. A competição é muito grande. Não desisti de ser modelo, mas quero ficar mais próxima das minhas filhas agora”, diz Tatiane, que havia fechado o seu salão de beleza quando conheceu o cartola: “Viajamos muito pela Europa. Fiquei um mês em Mônaco, passeando com ele, de iate. Foi um dos momentos mais especiais que tivemos juntos”.

Tatiane terminou o relacionamento, segundo ela, por causa da interferência da ex-mulher de Teixeira. Foi, ainda de acordo com ela, em comum acordo. E jura que posar para “Playboy” não estremeceu a boa relação com o ex-dirigente. “Na verdade, ele só não gostou de uma foto, por causa da pose. Foi uma feita num hotel, com a praia de Copacabana ao fundo. Achou muito ousada. Mas deve ser porque ele é um senhor”, contemporiza. O ex-cartola tem 67 anos.

Tanto não estremeceu que ela conta, orgulhosa, que até hoje ganha mesada de Teixeira. Ela não revela valores, mas diz que se mantém com a quantia, além de ajudar a arcar com os custos das filhas. “Porque eu tive que parar de trabalhar ele me prometeu pagar a mesada até julho. Mas ele tem um bom coração, acho que vai continuar me pagando. Não vai fazer diferença nenhuma para ele. É um homem muito rico”, argumenta a moça, que é só elogios ao ex-namorado. “Não tenho nada para falar a não ser coisas boas. Só não digo que foi um pai para mim porque pega mal. Ele é um príncipe, um homem muito interessante, que dá segurança a qualquer mulher. Eu já não sou nenhuma menina. Meu pai ficou muito chateado quando rompemos. Eles se davam muito bem”, afirma.

Tatiane conta que mantém contato eventual com o ex-presidente da CBF. E diz que ele só fez uma exigência depois do rompimento: “Pediu que eu não namorasse jogador de futebol. Mas eu também não tenho interesse. Não é o perfil de homem que eu goste”.

UOL

Comentários

comentários