Caminhão de suspeito de latrocínio é queimado em Anhanduí

Um caminhão foi incendiado, por volta das 11 horas desta terça-feira (12), em Anhanduí, distrito de Campo Grande. Segundo a Polícia Militar (PM), o veículo seria de propriedade de Magno Medina Rosa, de 34 anos, que é investigado por ter supostamente participado do assassinato de Adonias dos Santos, 26 anos. O comerciante foi morto na frente da mulher e dos filhos por volta da 00h30 de hoje, na BR-163.

Caminhão de suspeito de latrocínio é queimado (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)
Caminhão de suspeito de latrocínio é queimado (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)

De acordo com a PM, ainda não foi possível identificar o responsável por atear o fogo no caminhão. A suspeita é que a própria população, revoltada com a morte do comerciante, tenha provocado o incêndio.

A PM e a Guarda Municipal bloquearam a rua onde estava o caminhão em chamas para proteger as pessoas que estavam perto do local. O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter o fogo.

Segundo a Guarda Municipal, o caminhão estava em frente a casa do suspeito, que também foi atingida por incêndio. O fogo foi controlado rapidamente e danificou pouca coisa em um dos cômodos.

A motocicleta utilizada por Magno e por um adolescente de 17 anos no crime foi localizada nos fundos de uma casa abandonada. A placa estava amassada para dificultar a identificação.

O adolescente suspeito de fazer o disparo foi apreendido por militares do Batalhão de Choque e investigadores na manhã de hoje. O tiro foi disparado na nuca da vítima. Magno segue foragido.

Comentários

comentários