Câmara aprova novo ‘Refis’ e prefeitura espera arrecadar R$ 400 milhões

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande aprovaram em regime de urgência na sessão desta quarta-feira (15), o Projeto de Lei Complementar nº 471/15, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre o Mutirão da Conciliação e dá outras providências.

A prefeitura espera que com esses recursos consiga  a partir de setembro fazer o pagamento  dos servidores numa só data.
A prefeitura espera que com esses recursos consiga a partir de setembro fazer o pagamento dos servidores numa só data.

O secretário-adjunto de Planejamento, Finanças e Controle, Ivan Jorge, disse que a medida prevê facilidades para devedores quitarem os débitos com o Executivo e vai auxiliar na entrada de mais recursos no caixa da prefeitura. “Esperamos arrecadar em agosto com o mutirão cerca de R$ 400 milhões de um total de R$ 1,5 bilhão em dívidas de contribuintes”, disse o secretário.

A prefeitura espera que com esses recursos consiga a partir de setembro fazer o pagamento dos servidores numa só data.

Ontem (14) , a prefeitura de Campo Grande anunciou que vai parcelar os salários dos servidores em quatro datas no mês de agosto.

O cronograma de pagamento apresentado pelo secretário prevê que no dia 05 de agosto a Prefeitura vai depositar o salário de quem tem remuneração até R$ 3 mil, que estará disponível, por conta do processamento bancário, no máximo até dia 07. Neste grupo estão mais de 15 mil servidores.

No segundo grupo estão os funcionários que ganham entre R$ 3001,00 e R$ 5 mil. Eles receberão no dia 14 de agosto. Para a terceira faixa de recebimento, que é o pessoal com remuneração acima de R$ 5 mil e até R$ 7 mil, o pagamento sai dia 18 de agosto. Quem recebe mais de R$ 7 mil terá o salário disponível no dia 21 de agosto.

Atualmente, a folha foi reduzida de R$ 108 milhões para R$ 96 milhões. Segundo Jorge, para ficar abaixo do limite prudencial, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, o índice deveria cair de 53,59% e ficar abaixo de 51,3%.

Comentários

comentários