Calleri confirma que jogo contra o Atlético Nacional foi seu último pelo São Paulo

A derrota para o Atlético Nacional, que culminou na eliminação do São Paulo na Libertadores, não marcou só o fim da trajetória paulista no torneio sul-americano. Ao que tudo indica, o jogo foi o último de Jonathan Calleri com a camisa do clube.

Calleri se apresenta na próxima semana a Seleção Olímpica da Argentina - Foto: Bruno Rocha
Calleri se apresenta na próxima semana a Seleção Olímpica da Argentina – Foto: Bruno Rocha

O atacante, que tem contrato até 30 de julho, irá se despedir do time paulista para agilizar a documentação necessária para defender a Argentina nos Jogos Olímpicos do Rio.

Em entrevista concedida após o desembarque da delegação são-paulina no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, Calleri confirmou que já comunicou o técnico Edgardo Bauza que não voltará a vestir a camisa tricolor.

De acordo com o atleta, o tempo necessário para ir à Argentina, resolver os trâmites burocráticos e se apresentar para o torneio continental não permitirá que ele defenda o clube paulista uma última vez neste final de semana, no clássico contra o Corinthians, que será realizado na arena alvinegra.

“É muito difícil, porque tenho que fazer muitos trâmites na Argentina e depois voltar para jogar. Ontem comuniquei ao Patón, ao presidente e aos meus companheiros que era minha despedida, mas não queria me despedir assim. Pensava ter chance de jogar a final [da Libertadores]. Fica o agradecimento, passei muito bem estes seis meses, foi melhor do que eu esperava. Espero voltar a nos reencontrarmos”, disse o atacante, autor do gol de honra do São Paulo na Colômbia.

A passagem do centroavante pelo clube paulista chega ao fim com números expressivos: Calleri marcou 16 gols em 31 jogos e terminou como principal goleador do São Paulo na temporada até aqui. O argentino é o artilheiro da Libertadores com nove gols em 12 jogos.

Após ser adquirido por um grupo de empresários junto ao Boca Juniors, clube que defendia na Argentina, Calleri foi registrado no Deportivo Maldonado, do Uruguai.

Agora, o atleta deverá aguardar propostas do futebol europeu para decidir seu futuro. A Inter de Milão era um dos clubes cotados para receber o atacante, mas a negociação esfriou desde que Calleri acertou com o São Paulo. (Folha.com)

Comentários

comentários