Brasileira executada na fronteira era amante de pistoleiro de Rafaat

Morta a tiros de fuzil ontem à tarde em Pedro Juan Caballero, fronteira com o Brasil, Josiane Vanessa Zilio, de 32 anos, teria envolvimento amoroso com pistoleiro que já prestou serviços para o chefe do narcotráfico Jorge Rafaat, morto em junho.

Josiane foi executada por tiros de pistola na frente dos filhos (Foto: Reprodução Facebook)
Josiane foi executada por tiros de pistola na frente dos filhos (Foto: Reprodução Facebook)

Josiane foi morta quando chegava em casa, no bairro Virgem de Caacupe. Pelo menos 16 tiros de fuzil e pistolas de vários calibres atingiram a cabeça de Josiane, que morreu na hora. Dois filhos dela estavam em casa e presenciaram a morte da mãe.

Segundo apurou o site paraguaio ABC Color, a brasileira tinha vínculo com Rafaat e já manteve relacionamento com pistoleiro dele. O homem teria fugido da fronteira logo depois da morte do chefe do narcotráfico.

Há indícios de que a morte poderia se tratar de um ajuste de contas do crime organizado que atua na região de fronteira – Rafaat foi em uma emboscada, a tiros de fuzil .50.

Os filhos, de 8 e 11 anos, foram levados para casa de familiares e em Nioaque. Segundo O clima era de tensão após o assassinato. Familiares estão evitando falar sobre o assunto.

Nenhum suspeito de participar da execução da brasileira foi identificado pela polícia paraguaia até o momento.

Brazuca

Comentários

comentários