Brasil fecha Grand Prix de judô de Abu Dhabi com treze medalhas

O Brasil seguiu fazendo bonito no último de dia de disputas do Grand Slam de judô de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Neste domingo, os judocas brasileiros garantiram mais quatro medalhas e encerram a participação no torneio de maneira bastante positiva. Desta vez foram dois bronzes, uma prata e um ouro.

ESPN
ESPN

A primeira a entrar em ação foi Samanta Soares. Competindo na categoria pesado (+78kg), a judoca foi em busca da medalha de bronze contra a francesa Madeleine Malonga e levou a melhor diante da rival, que recebeu uma punição a mais que Samanta e perdeu a chance de subir ao pódio.

Logo em seguida foi a vez de Luciano Correa ir para o tatame contra o judoca Alkhan Mammadov. Disputando a medalha de ouro contra o atleta do Azerbaijão na categoria até 100kg, o brasileiro não conseguiu repetir o desempenho de Samanta e teve de se contentar com a prata por ter recebido um shido (penalização) a mais que o rival.

Maria Suelen, no entanto, compensou os torcedores que aguardavam por um ouro neste domingo. Contra a alemã Carolin Weiss, a atleta da categoria acima de 78kg não decepcionou e aplicou um ippon para subir no lugar mais alto do pódio. Restou a David Moura acompanhar o bom desempenho de seus compatriotas e, também com um ippon, superar o russo Soslan Bostanov na categoria acima de 100kg para encerrar a participação brasileira no Grand Prix de judô de Abu Dhabi com chave de ouro.

Nos primeiros dias de competição o Brasil conquistou três pratas com Eric Takabatake (60kg), Victor Penalber (81kg) e Maria Portela (70kg), além de seis bronzes, com Charles Chibana (66kg), Nathália Brígida (48kg), Jéssica Pereira (52kg), Mariana Silva (63kg), Ketleyn Quadros (63kg) e Bárbara Timo (70kg).

Comentários

comentários