Bombardeio em Alepo faz 8 mortos e ‘número pode crescer’, dizem médicos

Um bombardeio perpetrado por um grupo terrorista matou pelo menos oito pessoas e feriu outras 80. De acordo com médicos, o número de feridos pode ainda crescer.

“De acordo com as informações iniciais, oito pessoas morreram e 80 ficaram feridas. O número de vítimas pode crescer significativamente, muitas pessoas sofreram lesões graves e o bombardeio continua”, disse um empregado do serviço médico, citado pela agência de notícias RIA Novosti.

Alepo é o centro da província homônima da Síria. Recentemente, a situação na região tem se agravado por causa da atividade intensa de grupos terroristas como a Frente al-Nusra.

Mais cedo, informava-se que a intensificação dos combates seguiu depois da conquista, pela milícia popular junto com o exército governamental, das fazendas de al-Mallah, ao norte da cidade.

No dia 8 de julho, 30 pessoas morreram em uma série de ataques terroristas na cidade.

Agência Brasil

Comentários

comentários