Boato em whatsapp leva candidato a registrar B.O na polícia

Hélio Peluffo Filho (PSDB), candidato a prefeito de Ponta Porã foi à delegacia de Polícia nesta sexta-feira (19) comunicar crime de calúnia por conta de notícias falsas publicadas no whatsapp e atribuídas. A informação usa o número de um boletim de ocorrência também falso e foi compartilhada por diversos grupos da rede social.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

O candidato disse na delegacia que “toda forma de mentira, toda forma de crime eleitoral agride o direito e a liberdade das pessoas de decidir com tranquilidade o melhor para a nossa cidade”, razão pela qual denunciou o crime, pedindo providências para evitar que tais fatos se repitam.

O mais grave, segundo Hélio, é que “pessoas de bem são ludibriadas pela informação e, às vezes, até compartilham informações falsas, tornando-se cúmplices de um crime”.

Ao lado da mulher, Vânia Peluffo e do candidato a vice-prefeito, Caio Augusto, além dos advogados da coligação Juntos reconstruindo Ponta Porã, Hélio registrou a notícia do crime ao delegado Lucas Soares Caires, da Primeira Delegacia de Polícia Civil.

Comentários

comentários