Blatter nega renúncia e segue no poder “até próxima eleição”

O discurso feito por Joseph Blatter no último dia 2 suscitou interpretações diversas sobre o “passo atrás” que estaria dando no momento. Houve quem cravasse renúncia do presidente da Fifa, mas o suíço avisa que mantém-se no cargo. Assim, dá sequência a seus 17 anos como maior poderoso do futebol mundial até que seu sucessor seja eleito.

Joseph Blatter - Foto: Reprodução
Joseph Blatter – Foto: Reprodução

“Não renunciei, só coloquei a mim e meu escritório nas mãos do Congresso da Fifa”, disse Blatter durante cerimônia do museu da Fifa, segundo o jornal suíço Blick. “Decidi abrir mão de meu mandato por um congresso extraordinário para nova eleição. Continuarei exercendo minhas funções como presidente da Fifa até a eleição”, avisa.

No discurso em que anuncia que não exercerá seu quinto mandato até o fim, Blatter não usa a palavra ‘renúncia’ em momento algum. A expectativa é que o quinto mandato de Blatter dure até dezembro, quando provavelmente será a eleição extraordinária a ser marcada pela Fifa. A reunião que define exatamente a data do pleito deve ser realizada em julho.

Blatter deve dar início a uma campanha para eleger um protegido, assim perpetuando seu grupo no poder da Fifa por pelo menos mais cinco anos. Jérôme Valcke seria o substituto natural do suíço, mas teve seu nome envolvido em investigações. Apesar de sofrer com a opinião pública desde que a Justiça dos Estados Unidos deflagrou esquema de corrupção na Fifa, Blatter por enquanto não foi indiciado.

GAZETA ESPORTIVA

Comentários

comentários